VIENA

1/4
Quando Ir?
Como em todo o restante da Europa, em Viena você encontrará as quatro estações do ano bem definidas. Verão quente, inverno congelante (pelo menos para os nossos padrões tropicais), primavera com temperaturas amenas e outono cheio de belas paisagens, porém mais "friozinho".
 
A cidade de Viena está localizada no nordeste da Áustria numa área plana ao longo das margens do rio Danúbio a uma altura de 200 metros, mas algumas partes da cidade chegam a 500 metros de altura.
 
Os que desejam visitar uma cidade menos cheia, e também economizar no quesito hospedagem, devem evitar as temporadas mais quentes do ano, como junho, julho e agosto. Janeiro e Fevereiro podem ser boas alternativas, mas você deve levar em consideração o frio intenso. Para enfrentar o período, você vai precisar de casacos apropriados, botas, meias, gorro, cachecol e luvas.
O clima de Viena é continental e mais suave do que noutras partes da Áustria. O inverno é no entanto longo e duro com frequentes nevões e às vezes com dias de frio muito intenso e o frio é acentuado por um vento moderado de leste. O verão é suave e às vezes quente com chuvas frequentes, muitas vezes na forma de tempestades.
 
A precipitação anual é de 550 mm, as chuvas não são muito abundantes e são bem distribuídas ao longo do ano. Os meses mais chuvosos são os de final da primavera e do início do verão. O inverno é em vez a época mais seca do ano. Viena tem uma média anual de 88 dias de chuva.
A neve geralmente cai entre novembro e março e os meses de dezembro, janeiro e fevereiro são os meses quando a neve é mais frequente. Num ano caem 68 centímetros de neve, distribuídos por 39 dias.
Já em setembro, os termômetros certamente marcarão temperaturas mais baixas, porém, em geral, mais tranquilas do que no inverno. Além disso, a época é altamente recomendada para os que curtem fotografar. Isso porque o outono traz consigo paisagens bucólicas de tirar o fôlego.
O que Fazer?
Prepare o fôlego, pois em Viena não vão faltar opções de programas diurnos e noturnos. A dica para o dia, portanto, é sair cedo (principalmente se você não dispõe de muito tempo na cidade), calçar sapatos, vestir roupas confortáveis e apropriadas para a estação, adquirir um bom mapa ou um SIM-card que dê acesso à internet/GPS e colocar o "pé na estrada". 
A Kärntner Strasse está para Viena assim como a Champs Elysées está para Paris. Além de um grande número de lojas, esta linda rua possui imponentes edifícios históricos e diversos cafés de rua, bem ao estilo austríaco. É uma ótima pedida para fazer compras ou simplesmente caminhar e ver as vitrines.
 
O Palácio de Schönbrunn é um dos mais belos palácios barrocos da Europa. Para ter acesso aos quartos do palácio é preciso pagar cerca de 12 Euros. A dica é permanecer pelos jardins, pois é gratuito e muito bonito.
 
Se quiser gastar um dinheirinho, vá até o café Gloriette, localizado em uma pequena colina, com uma vista maravilhosa da cidade.
 
Agrupar as atrações por regiões costuma facilitar bastante a vida do visitante, pois, dessa maneira, gasta-se menos dinheiro com deslocamentos e economiza-se tempo. 
Depois de visitar o Hofburg, por exemplo, você pode aproveitar para conhecer o museu Albertina, uma construção que serviu como casa de hóspedes, na era Habsburgo, e que hoje reúne uma das maiores coleções de arte gráfica do mundo.
 
Na região ainda se encontram o Kaisergruft, a cripta imperial, em português local onde repousam os restos mortais dos Habsburgos e também o Museu Judeu. Já na área da Catedral de Santo Estevão, além da própria igreja destacamos a Peterskirche, a Casa de Mozart e o centro histórico de Viena, simplesmente delicioso para ser explorado. 
Como Chegar?
Avião
Voos diários, com conexões na Europa partem das principais cidades brasileiras com destino a Viena, a capital da Áustria. A holandesa KLM, por exemplo, promove voos saindo de São Paulo e Rio de Janeiro com conexões em Amsterdam. Já a alemã Lufthansa faz conexões nos aeroportos de Frankfurt, enquanto a Portuguesa TAP, em Lisboa.  
 
Já aqueles que já estão no continente podem aproveitar as promoções de companhias aéreas low cost como Transavia, EasyJet, Flybe, entre outras.
 
Trem Internacional
Acessar Viena de trem, caso você já esteja no continente, pode acabar sendo bem mais prático e barato do que pegar um avião. Principalmente se você estiver em países como Hungria, Alemanha, República Tcheca, Eslováquia e Itália.
 
Ônibus
A Eurolines promove viagens de ônibus de várias localidades da Europa para Viena, na Áustria. Uma boa alternativa para os que pretendem economizar e dispõem de mais tempo.
 
Carro
Acessar a capital da Áustria de carro pode ser uma boa alternativa para os que pretendem explorar as belezas do interior do país, mas não para os que desejam se locomover em Viena de forma eficiente e barata. Isso porque o sistema de transporte público local atende bem o turista, além disso, para estacionar você terá que desembolsar alguns euros, mas compensa pelo conforto e comodidade oferecido pelo carro, especialmente se você está com sua familia, idosos ou crianças.
Dicas
Documentação
Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência por até 90 dias na Áustria e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça), mas no momento do desembarque serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.
 
Dinheiro
A Áustria é um dos 19 países da UE que utilizam o Euro (€). São moedas de um, dois, cinco, 10, 20 e 50 centavos, €1 e €2. Já as notas são de €5, €10, €20, €50, €100, €200 e €500. Caixas eletrônicos estão espalhados por toda a capital da Áustria e cartões de créditos podem ser utilizados para comprar bilhetes de transporte público (nas máquinas). Já em lojas e cafés/restaurantes é sempre bom perguntar antes se o cartão é aceito.
 
Viena não é um dos lugares mais caros da Europa para o turista, porém está longe de ser um destino barato. 
Uma dica para os que desejam gastar menos é evitar fazer todas as refeições em restaurantes, aproveitando para comer em cafés mais simples, que podem servir um "prato do dia", ou na rua, onde você vai encontrar lanchonetes do tipo fast food e barracas que vendem deliciosas salsichas com pão. Uma iguaria da culinária local que você não pode deixar de experimentar!  
 
No Restaurante
A maioria dos cafés e restaurantes de Viena não incluem a gorjeta na conta, portanto, é de praxe que o cliente reserve ao menos 10% para o prestador de serviço. Com exceção, é claro, para estabelecimentos como bares e casas noturnas, onde o cliente paga pela bebida no próprio balcão. 
 
Tomadas Elétricas
Está pensando em levar algum aparelho eletrônico na sua viagem? Então não se esqueça de que na Áustria a voltagem é de 220 volts. Quanto ao formato das tomadas, elas são padronizadas na Europa, com dois pinos arredondados paralelos. Leve o seu adaptador!
Segurança
No geral, Viena é uma cidade segura para turistas, inclusive para mulheres desacompanhadas. No entanto, é sempre bom tomar certos cuidados, especialmente em áreas muito cheias ou movimentadas, como manter carteiras em lugares seguros e bolsas sempre fechadas e visíveis aos olhos. Todo cuidado também é pouco com aparelhos celulares e câmeras fotográficas. Na Europa assaltos são raros, já furtos são bem mais comuns.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto