SIENA

1/4
Quando Ir?
Siena tem estações bem marcadas, com um verão muito quente e um inverno bem rigoroso. A época mais chuvosa acontece durante o fim do outono e o começo do inverno (outubro, novembro, dezembro, janeiro e fevereiro). Durante o mês de julho, quase não chove e a temperatura pode ultrapassar a marca dos 30 graus. Abaixo, um resumo das estações em Siena:
 
A primavera (20 de março a 20 de junho) é uma excelente época para visitar a cidade, principalmente no final da estação. Durante o mês de março, ainda chove e faz frio, com temperatura máxima em torno de 13 graus e mínima de 5 graus. Ainda chove um pouco em abril e a temperatura máxima fica em torno dos 18 graus. As chuvas ficam bem mais raras em maio e a temperatura máxima já sobe para 23 graus, em média, anunciando a chegada do verão. Além das temperaturas agradáveis, a primavera enche de cores as paisagens toscanas, com uma variedade incrível de flores nos jardins. Outra vantagem é que os dias, assim como no verão, ficam mais longos, com pôr do sol às 21h. Portanto, abril e maio são meses excelentes para uma visita a Siena.
 
Durante o verão (21 de junho a 22 de setembro), a temperatura máxima fica na média dos 30 graus, principalmente em julho e agosto, auge da estação. A temperatura mínima fica em torno dos 18 graus. Ou seja, casaquinhos são bem-vindos durante a noite. As chuvas são muito raras nesse período e é possível ver lindos campos de girassóis nas paisagens toscanas. Se você não se incomoda com o calor, a época é ótima para uma viagem por lá.
 
Durante o outono (23 de setembro a 20 de dezembro), o clima fica mais ameno. Em setembro, ainda é esperada uma temperatura máxima de cerca de 25 graus. A partir de outubro, no entanto, já cai para uns 18 graus, bom para quem gosta de clima fresco. Contudo, as chuvas começam a chegar (outubro é o mês mais chuvoso do ano em Siena). Novembro e dezembro já indicam a chegada do inverno e as temperaturas caem bastante, podendo atingir a mínima de 5 graus. A época é mais chuvosa, principalmente entre o final de outubro e dezembro, então a umidade pode atrapalhar um pouco os passeios durante esses meses. Se for visitar Siena no outono, o ideal é optar por setembro, a não ser que você queira curtir um friozinho e não se importe com a alta probabilidade de chuva em outubro e novembro. 
 
O inverno (21 de dezembro a 19 de março) em Siena costuma ser rigoroso: a temperatura mínima pode ficar um pouco abaixo de 0 grau, dependendo do ano. A máxima costuma ficar em torno de 9 graus em dezembro e 8 em janeiro. A média de mínima é de 3 graus. O mês de dezembro é bastante chuvoso, mas as chuvas tendem a ficar mais raras a partir de janeiro. Apesar do frio intenso, raramente neva na cidade. Uma desvantagem de visitar Siena no inverno é que os dias ficam muito curtos: o sol aparece lá pelas 9h e se põe por volta das 16h.
O que Fazer?
Apesar de pequena, Siena apresenta atrações bem diversificadas. Assim como em toda a Itália, as igrejas chamam a atenção e fazem parte da lista de coisas a fazer na cidade.
 
Entre as principais, estão as basílicas de San Domenico e de San Francesco, além do famoso Duomo, claro. Entre os museus, os imperdíveis são a Pinacoteca Nazionale e o Museo dell'Opera, com várias obras de artistas seneses e um atrativo especial, a Facciatone, de onde se tem uma vista linda da cidade!
 
A Piazza del Campo é o centro do turismo em Siena. Lá estão a Torre del Mangia e o Palazzo Pubblico, que hoje abriga o Museo Civico. Subir na torre é cansativo, mas a recompensa pode ser sentida assim que chegamos ao topo. A paisagem é de tirar o fôlego! Não dá vontade de ir embora de jeito nenhum. 
 
O centro histórico de Siena é um verdadeiro charme. Além de suas ruas estreitas em estilo medieval, a região conta também com muitas lojas, restaurantes, igrejas e belos monumentos. Um tour a pé ou de bicicleta por lá, por exemplo, é bastante indicado para quem quiser ir parando ao longo do caminho para tirar fotos. Caminhar por lá e apreciar as construções antigas e os belos palácios é um passeio único e especial. Com certeza você viverá momentos inesquecíveis por lá.
 
Para quem quer ficar mais próximo da natureza, sugerimos o Orto Botanico, com plantas lindas e uma vista deslumbrante, e o Orto de' Pecci, um refúgio no meio da cidade.
Não deixe também de aproveitar as noites que você terá na cidade. Para relaxar depois de um dia cheio de atividades, a melhor dica é escolher um bom restaurante e experimentar o melhor da gastronomia local. Uma sugestão é o renomado Ristorante Enzo, muito bem localizado na cidade, ele conta com um ambiente bastante agradável e uma decoração típica da região. Além disso, você também pode separar uma de suas noite para conhecer uma vinícola da cidade.
 
A Ciacci Piccolomini d'Aragone é uma das mais famosas por lá e é sempre muito elogiada por seus profissionais preparados, porém o que mais se destaca nesta vinícola é que ela proporciona aos seus visitantes um passeio completo pelo local, mostrando cada etapa da produção de vinho.
Como Chegar?
Apesar de ser muito visitada por turistas, Siena não é uma das cidades mais bem conectadas da Toscana e não tem aeroporto. Por isso, chegar até lá pode ser uma tarefa um pouco complicada, a não ser que você já esteja em alguma cidade toscana. Confira abaixo as melhores maneiras de chegar até Siena, dependendo de onde você estiver:
 
Saindo do Brasil
Siena não tem aeroporto e fica a 140 quilômetros de Pisa e a 80 quilômetros de Florença. Portanto, se você estiver no Brasil, a melhor opção é pegar um voo até alguma cidade europeia e, de lá, pegar outro voo até o aeroporto de Florença (Ameriggo Vespucci) ou o aeroporto de Pisa (Galileo Galilei). Outra opção é pegar um voo até Milão ou Roma e, de lá, pegar um trem até Siena. No entanto, a viagem fica muito mais cansativa, já que os trajetos ferroviários duram cerca de 4 a 5 horas. Abaixo, confira as opções para chegar até Siena partindo dessas cidades.
 
Chegando pelo Aeroporto de Florença
Uma boa opção é alugar um carro no aeroporto e desbravar a Toscana no seu ritmo. As lojas de aluguel de carro ficam na saída do aeroporto, no Palagio degli Spini. O aeroporto oferece vans a cada 20 minutos para levar os passageiros até a área de aluguel de carro. Ao todo, são sete empresas: Auto Europa, Avis, Budget, Europcar, Hertz, Maggiore Nacional e Sixt. Se você preferir transporte público, pode pegar o ônibus que vai até o centro da cidade (a parada fica na saída, perto do desembarque. Os bilhetes, que custam 6 euros, podem ser comprados diretamente com o motorista). O ponto final é a estação de trem Santa Maria Novella. Lá você pode pegar um trem até Siena. Eles saem a cada meia hora, todos os dias. 
 
Chegando pelo Aeroporto de Pisa
Uma ótima opção é alugar um carro e desbravar a Toscana. No aeroporto de Pisa, você encontra 10 lojas de aluguel de carro. Entre elas, Avis, Budget e EuRopcar. Se preferir transporte público, é possível pegar um trem no próprio aeroporto até Siena. No entanto, serão necessárias duas baldeações: uma em Pisa Centrale e outra em Empoli (as viagens duram cerca de 2h e custam aproximadamente 10 euros). Outra opção é pegar um ônibus ou táxi até a estação Pisa Centrale e de lá pegar um trem até Siena, com apenas uma baldeação (Empoli).
 
Chegando pelo Aeroporto Fiumicino (Roma)
Do aeroporto Fiumicino, saem trens para Siena. No entanto, são necessárias duas baldeações: em Roma Termini ou Roma Tiburtina e em Chiusi-Chianciano Terme. A viagem dura entre 4h30 e 5h, dependendo das conexões, e custa entre 25 euros e 42 euros. 
 
Chegando pelo Aeroporto Malpensa (Milão)
O aeroporto conta com estação de trem e, por isso, essa é a forma mais prática e rápida de se chegar a Siena a partir de Milão. No entanto, a viagem é longa: dura cerca de 5 horas, com duas ou três baldeações, dependendo do trajeto escolhido. As trocas acontecem geralmente em Milão (centro), Florença e Empoli. A passagem custa cerca de 40 euros.
 
De carro
As estradas toscanas são muito bem conservadas e, em geral, não costumam ser cheias. Por isso, é tranquilo conhecer a região de carro. O único cuidado que você deve ter é alugar um GPS ou então ter conexão com internet e usar aplicativos como Google Maps. As estradas até têm sinalização, mas alguns trechos deixam a desejar. Apesar de ser uma delícia se perder pelas paisagens toscanas, melhor se prevenir. O estacionamento em Siena é mais complicado, já que poucos carros autorizados podem entrar no centro histórico. O ideal é reservar um hotel com garagem, assim você deixa o carro em um local seguro. Além disso, não é necessário andar de carro em Siena, já que a cidade é pequena. 
 
De trem
O sistema ferroviário na Itália funciona bem e é muito fácil pegar trens para Siena, apesar de a cidade não ser muito bem conectada e exigir baldeações. Partindo de cidades toscanas, os bilhetes custam cerca de 10 euros.
Dicas
Documentação
Brasileiros não precisam de visto para entrar na Itália, podendo ficar até três meses como turistas. No entanto, a zona Schengen (que inclui França e Itália, por exemplo) cobra seguro-saúde no valor de 30 mil euros durante a temporada no local. Por isso, não se esqueça de levar um comprovante do seguro-saúde de preferência, em inglês. O passaporte precisa ter validade mínima de seis meses. Outra dica é ter uma cópia das passagens de volta e dos hotéis reservados durante a estadia no país. Em geral, esses itens não são cobrados pelas autoridades, mas é melhor se prevenir. Em alguns casos, eles podem pedir ainda para o turista mostrar a quantidade de euros que estão levando consigo. 
 
Moeda
A moeda na Itália é o euro. Lá o uso de moedas é muito grande, já que existem moedas de até 2 euros. Portanto, é prático levar um porta-níqueis para não ficar com moedas soltas na bolsa ou no bolso. Apesar de a maioria dos estabelecimentos aceitar cartão, o ideal é partir do Brasil com uma reserva em espécie. Outra dica que pode ser interessante é fazer um Travel Money Card, um cartão pré-pago no qual você coloca os euros e fica livre da flutuação do câmbio (você paga o câmbio apenas no dia em que carrega o cartão, e não no momento da compra, como acontece com cartões de crédito). Além disso, é possível sacar o dinheiro em terminais espalhados pela cidade por uma taxa de 2,50 euros. Alguns bancos que fazem Travel Money Card: Banco Rendimento, Banco do Brasil e Banco Paulista. 
 
Bagagem
A maioria das companhias aéreas permite duas malas de até 23kg para pessoas saindo do Brasil com destino à Itália, além da bagagem de mão. O recomendável é sempre levar itens valiosos consigo, como joias, máquinas fotográficas e laptops, além dos carregadores, já que sempre existe o risco de a mala ficar perdida em algum aeroporto. Por isso, também não custa nada levar uma troca de roupa. Outra dica importante é levar uma doleira (aqueles bolsinhos com um elástico que você amarra na cintura e coloca por debaixo da roupa) para guardar passaporte e dinheiro em um local seguro. 
 
Comércio Local
O horário do comércio, em geral, é de 9h30 às 19h. No verão, no entanto, o horário pode ser esticado um pouquinho. Algumas lojas fecham durante o almoço e só reabrem após 15h. 
 
Para Alugar Carro
Para quem quiser alugar carro, a carteira de motorista brasileira é válida em território italiano, desde que tenha uma tradução juramentada e vigente pelo período de um ano após a entrada na Itália. Uma opção mais simples e prática é tirar a carteira de motorista internacional ela é válida pelo mesmo período da sua carteira de motorista; assim você pode aproveitar a carteira internacional não apenas na Itália, mas em outros países.  O aluguel de carro na Toscana é uma forma excelente de conhecer a região com calma e no seu ritmo. As estradas, apesar de estreitas, são bem cuidadas e, em geral, vazias. A sinalização pode deixar um pouco a desejar. Por isso, alugue um GPS também, ele pode evitar algumas horas perdidas em estradas, o que não necessariamente será ruim, já que as paisagens são incríveis. 
Fuso Horário
O fuso horário da Itália em relação ao Brasil é de 4 horas a mais. No nosso horário de verão, a diferença cai para 3 horas. No horário de verão deles, que na verdade começa na primavera, a diferença aumenta para 5 horas. 
 
Clima
Cheque sempre como está o tempo antes de viajar. Apesar de as estações serem bem marcadas em Siena, pode acontecer de o tempo virar. Por isso, mesmo durante o verão, leve alguns casaquinhos para garantir. 
 
Festividades Locais
O principal evento da cidade é o Palio di Siena, uma corrida entre 10 cavaleiros que representam alguns dos 17 bairros seneses. As corridas acontecem em 2 de julho e 16 de agosto na Piazza del Campo. Para assistir à batalha secular (ela acontece desde a Idade Média), é preciso chegar cedo à cidade, caso você esteja hospedado fora de Siena, ou então reservar hotel com muita antecedência. Siena fica lotada nesses dias!

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto