SÃO PETERSBURGO

1/4
Quando Ir?
São Petersburgo é uma cidade encantadora ao longo de todo o ano; a melhor época para visitá-la, portanto, vai depender dos gostos e das intenções de cada visitante. Na verdade, muita gente acaba optando pelo período que vai de meados de junho até agosto devido às temperaturas amenas em vez de curtir uma temporada do inverno, que costuma ser rigoroso até demais para muitos de nós, brasileiros.
 
O verão, por exemplo, traz consigo os dias mais quentes e ensolarados do ano, perfeitos para aqueles que gostam de explorar cidades a pé e também para os que curtem eventos ao ar livre, ainda mais especiais durante as Noites Brancas de São Petersburgo.
 No entanto, é preciso lembrar que nesse período os preços costumam subir, além do fato de as ruas e as atrações estarem, provavelmente, bem mais cheias.
 
De setembro a maio, os preços de hospedagem sofrem uma queda em relação à alta temporada. As paisagens locais também ficam lindíssimas, principalmente na primavera e no alto inverno, quando neva, porém é bom se preparar para o frio intenso, que não costuma dar muita trégua (fevereiro é considerado o mês mais complicado de todos, com temperaturas de até -10ºC). Daí a importância de se preparar bem, adquirindo roupas e calçados especiais.
 
O que levar na mala
Um bom e superconfortável par de tênis para os que pretendem explorar a cidade a pé. No inverno, casacos e calçados adequados para o frio intenso (e também para enfrentar o vento), meias e "roupas de baixo" térmicas (a chamada segunda pele), luvas, gorro e cachecol. No verão, roupas leves atentando sempre para o fato de em alguns locais não ser permitido entrar usando shorts e saias muito curtas.
 
Noites Brancas
O fenômeno que serviu de inspiração para o escritor russo Fiódor Dostoiévsky (Noites Brancas, romance de 1848) acaba sendo um dos motivos que mais levam turistas a São Petersburgo, todos interessados em aproveitar a bela cidade durante os dias mais longos do ano, que ocorrem porque San Peter como é informalmente conhecida se beneficia da localização geográfica próxima ao Polo Norte, resultando em "noites claras", com "cara" de entardecer, que podem ser vistas entre junho e julho.
 
Festivais
O acontecimento, além de fazer o visitante aproveitar mais as belas paisagens e passeios de barco inesquecíveis, diga-se de passagem, também impulsiona o cenário cultural e artístico local. Vários festivais interessantes acontecem no período (como o de Cinema Internacional), além de apresentações de balé e ópera em vários pontos da cidade, com destaque para o Teatro Mariinsky (antigo balé Kirov).
O que Fazer?
Um rápido city tour pela cidade de Pedro, o Grande, e já é possível obter as primeiras impressões deste destino que, certamente, consegue agradar todos os tipos de público. Aqueles que curtem explorar cidades a pé e, claro, fotografar bastante estarão no lugar certo: palácios, monumentos e igrejas como a do Sangue Derramado, com suas cúpulas coloridas estão por todos os lados. Um verdadeiro festival de glamour, detalhes e muita grandiosidade!
A Nevsky Prospekt é a principal rua de São Petersburgo, cheia de lojas, bares, restaurantes, pubs e baladas. Ah, muitas casas de strip também. Para comer e beber, é um ótimo lugar e tem opções para todos os bolsos.
 
Andar pela Nevsky Prospekt também é um programa bacana, para apreciar a arquitetura, e o vai e vem de pessoas.
 
A Catedral de São Isaac é outro importante templo religioso de São Petersburgo, na verdade é a maior igreja ortodoxa da cidade e uma das maiores do mundo.
Visitar a catedral é bacana, mas o mais legal é subir até o mirante do domo principal de onde há uma vista super bacana da cidade.
 
Os apaixonados por arte e cultura também não terão do que reclamar, pois a antiga capital da Rússia abriga museus mundialmente importantes, como o Hermitage (situado no charmoso Palácio de Inverno) e o Museu Russo que, apesar de não ser tão conhecido como o Hermitage, chama atenção por reunir coleções de arte russa de valor incomensurável.
 
Para completar o cenário, galerias, teatros, parques e jardins estão espalhados pelos mais diversos pontos da cidade, que em nada deixa a desejar em relação aos grandes centros europeus. Uma dica importante para quem pretende se aventurar por lá é reservar pelo menos três dias, se a intenção é conhecer as principais atrações de
San Petersburgo.
Como Chegar?
Avião
Não há voos diretos das principais capitais brasileiras para São Petersburgo, mas há opções com conexões nas mais diversas partes da Europa. A cidade russa é servida pelo aeroporto Pulkovo e a Aeroflot é a principal empresa de aviação do país. Uma sugestão para aqueles que já estiverem no Velho Continente e desejam economizar é voar por empresas low cost, como a Estonian Air partindo de Amsterdã (Holanda) e de Tallin (Estônia), a Vueling (de Barcelona, na Espanha) e a Norwegian (partindo de Oslo, na Noruega).
 
Ônibus de linha
Ônibus 39 (terminal 1): a parada está situada do lado oposto à saída do hall de chegadas 1. O ônibus faz a linha aeroporto - estação de metrô Moskovskaya (com duração de 30 a 35 minutos), a cada 12-20 minutos, de 5h30 até 1h30; 
 
Ônibus 13 (terminal 2): a parada fica do lado oposto ao prédio central. O ônibus faz a linha aeroporto - estação do metrô Moskovskaya, de segunda a sexta-feira, a partir das 5h40, e nos finais de semana, a partir das 6h. A viagem dura de 20 a 25 minutos.
 
Táxi
Esta é a maneira mais rápida de acessar o centro de São Petersburgo. A viagem do aeroporto para o centro da cidade pode custar entre 650 RUB e 900 RUB (R$ 46 a R$ 64), dependendo do terminal e do local a ser acessado na cidade. Os valores podem ser negociados, principalmente no terminal 2, onde há um estande para agendamento de táxis (procure pela placa Taxi Pulkovo).
Trem
Uma opção muito boa para aqueles que já estiverem na Rússia ou em determinadas cidades da Europa, porém nem sempre a mais rápida. Passageiros provenientes de Moscou desembarcarão na Estação Moscou(московского вокзала), bem servida por duas estações do metrô: Vosstaniya (linha 1, vermelha) e Mayakovskaya (linha 3, verde).
Trens provenientes de Helsinki chegam na estação Finlândia, servida pela estação Pl Lenina (linha 1, vermelha).
Carro
Acessar e locomover-se de carro na segunda maior cidade da Rússia pode não ser uma ideia muito boa, devido ao trânsito local, em geral bastante confuso para aqueles que não estão acostumados. Isso por conta da má fama dos motoristas locais que, realmente, não costumam respeitar sinais de trânsito e limites de velocidade.
Além disso, o idioma é uma enorme barreira para os estrangeiros que não o dominam, pois todas as placas nas ruas estão escritas no alfabeto cirílico.
Dicas
Documentação
Cidadãos brasileiros que forem à Russia a passeio não necessitam de visto prévio de entrada (válido para um período de até 90 dias), porém, no momento do desembarque, além de passaporte válido, é bom ter em mãos comprovantes de hotel, passagem de volta ou do próximo destino e seguro-saúde.
 
Segurança
Como em toda cidade grande, é preciso tomar certos cuidados. Fique atento a bolsas, carteiras e mochilas, devido à presença de batedores, principalmente em áreas muito cheias.
 
A região turística costuma ser segura, mas é bom não vacilar, evitando andar sozinho muito tarde da noite ou dando a entender que é turista falando alto e exibindo câmeras fotográficas, por exemplo. Outra dica é que o visitante ande com cópias do passaporte na bolsa e mantenha o documento original guardado em um lugar seguro. 
 
Preços para turistas
Não são incomuns pontos turísticos que costumam cobrar ingressos até 20 vezes mais caros para turistas em São Petersburgo. A desculpa é sempre a mesma: o dinheiro desembolsado pelos viajantes ajuda a custear a manutenção do local.
 
Saque de dinheiro/Câmbio
Evite sacar dinheiro em caixas eletrônicos que não estejam acoplados a agências bancárias; caso o seu cartão fique preso na máquina, é possível recuperá-lo de volta rapidamente. Além disso, não se arrisque trocando moeda com estranhos nas ruas. Dirija-se à casa de câmbio mais próxima, pois é sempre mais seguro! 
 
No metrô
Permaneça sempre do lado direito nas escadas rolantes, caso não esteja com pressa. O lado esquerdo fica livre para os que precisam se deslocar com mais rapidez dentro da estação. Uma regra de etiqueta muito comum, no metrô da cidade, é ceder o seu lugar para algum idoso.
 
Cuidado ao atravessar a rua!
Como na capital, Moscou, o trânsito em São Petersburgo não é dos mais seguros. Por isso, é sempre melhor optar por passagens subterrâneas (quando disponíveis) ou tomar muito cuidado ao atravessar a rua.
 
No restaurante
A maioria dos bares e restaurantes de São Petersburgo não inclui a gorjeta na conta final, porém é de praxe que o cliente reserve ao menos 10% para o prestador do serviço. 

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto