PISA

1/4
Quando Ir?
Pisa tem um clima temperado e úmido, já que fica perto do mar. A época mais chuvosa acontece durante o fim do outono e o começo do inverno (outubro, novembro, dezembro, janeiro e fevereiro). Quase não chove durante o mês de julho e a temperatura pode ultrapassar a marca dos 30 graus. Abaixo, um resumo das estações em Pisa:
 
A primavera (20 de março a 20 de junho) é uma excelente época para visitar Pisa, principalmente no final da estação. Isso porque durante o mês de março ainda chove e faz frio, com temperatura máxima em torno de 12 graus e mínima de 5 graus. A partir de abril, no entanto, os dias começam a ficar ensolarados, com pouca possibilidade de chuva. As temperaturas ficam agradáveis, com máxima por volta dos 20 graus. Em maio, a temperatura já pode chegar a uns 25 graus, anunciando a chegada do verão. Além das temperaturas agradáveis, a primavera enche de cores as paisagens toscanas, com uma variedade incrível de flores nos jardins. Outra vantagem é que os dias, assim como no verão, ficam mais longos, com pôr do sol às 21h.
 
Durante o verão (21 de junho a 22 de setembro), a temperatura máxima fica na média dos 30 graus, podendo chegar a 35, principalmente em julho, auge da estação. A temperatura mínima fica em torno dos 18 graus. Ou seja, casaquinhos são bem-vindos durante a noite. As chuvas são muito raras nessa época e é possível ver lindos campos de girassol nas paisagens toscanas.
 
O outono (23 de setembro a 21 de dezembro) é uma boa época para visitar Pisa, por causa das temperaturas mais amenas. Em setembro, ainda é esperada uma temperatura máxima de cerca de 25 graus. A partir de outubro, no entanto, já cai para uns 20 graus, bom para quem gosta de clima fresco. Entretanto, as chuvas começam a chegar (outubro é o mês mais chuvoso do ano). Novembro e dezembro já indicam a chegada do inverno e as temperaturas caem bastante, podendo atingir a mínima de 5 graus. A época é mais chuvosa, principalmente entre o final de outubro e dezembro, então a umidade pode atrapalhar um pouco os passeios durante esses meses. O ideal é optar por setembro. 
 
O inverno (22 de dezembro a 19 de março) em Pisa costuma ser rigoroso: a temperatura mínima pode ficar um pouco abaixo de 0 grau. A máxima costuma ficar em torno de 7 graus. O mês de dezembro é bastante chuvoso, mas as chuvas tendem a ficar mais raras a partir de janeiro. Apesar do frio intenso, raramente neva na cidade. Uma desvantagem é que os dias ficam muito curtos: o sol aparece lá pelas 9h e se põe por volta das 16h.
O que Fazer?
A primeira sugestão de o que fazer em Pisa, é claro, fica por conta da Torre de Pisa. Localizada na Praça dos Milagres, bem na região central da cidade, ela já é quase que tradição de qualquer turista que passa por lá. Afinal, não há quem se depare com o monumento e não queira tirar pelo menos uma fotinho diante dele fazendo as mais diversas e criativas poses com a torre. 
 
Outro lugar muito bacana para você conhecer por lá é o Pallazzo di Cavalieri. Construído ainda no século XVI ele tornou-se atualmente a sede de uma das mais importantes universidades de toda a Itália, chamada Universidade de Pisa. O bacana é que além de ter uma arquitetura e decoração esplêndida você também se deparará com um edifício que era utilizado na época como a sede da Ordem dos Cavaleiros de Santo Estevão, portanto reservando um contexto histórico magnífico.
 
Assim como outros pontos turísticos de Pisa o Museu Nazionale di San Matteo também encontra-se situado as margens do rio que corta a cidade, o Rio Arno. Durante o período da idade média o local era um convento, mas atualmente ele se tornou uma espécie de passeio para os turistas que vão até a região apreciarem suas obras e esculturas. Vale super a pena visitá-lo e curtir mais um lugar incrível de Pisa.
 
A principal praça de Pisa, que em português é denominada Praça dos Milagres, abriga uma diversidade de monumentos importantes. Lá você poderá encontrar a Torre de Pisa, Batistério de Pisa, Camposanto Monumentale e Duomo de Pisa. O legal de ir até lá conhecê-la é que em um só dia é possível visitar vários lugares sem perder muito tempo, já que eles ficam praticamente um do ladinho do outro na mesma região.
Como Chegar?
Se você estiver no Brasil, o ideal é pegar um voo até uma capital europeia e, de lá, pegar outro voo até o Aeroporto Galileo Galilei, que fica a menos de cinco quilômetros do centro histórico de Pisa (não há voos diretos entre Brasil e Pisa). O aeroporto de Pisa recebe voos de grandes companhias aéreas e também de empresas low cost, como  a Ryanair e Easyjet, que vendem passagens baratas. 
 
Para quem já está na Europa, além do aeroporto, uma ótima opção é pegar um trem. A estação Pisa Centrale é muito bem conectada, recebendo trens de diversas cidades italianas: para ir de outros países, é comum a baldeação em Milão ou em Roma. Há a possibilidade de comprar bilhetes combinados para Itália e outros países. Para quem já está na Itália, será bem fácil encontrar trens diretos para Pisa, já que a estação é uma das principais e mais movimentadas da Toscana. 
 
A estação fica a três quilômetros do centro histórico e, de lá, é possível pegar um ônibus até os principais pontos, nas paradas no Rio Arno e Piazza dei Miracoli (linha Lam Rossa), por exemplo. O preço do bilhete é 1,20 euro e você pode comprá-lo em tabacarias ou diretamente com o motorista. O ponto de ônibus fica em frente à estação. Também há um ponto de táxi em frente à estação, caso você esteja com malas e não queria pegar ônibus. O trajeto custa cerca de 10 euros.
 
Chegar de carro a Pisa não é um problema. As estradas toscanas são boas e o trânsito na cidade não é caótico. No entanto, no centro histórico, apenas veículos autorizados podem circular. Portanto, enquanto estiver em Pisa, o ideal é deixar o carro estacionado. Há alguns estacionamentos gratuitos na cidade, como na Piazza Santa Caterina, mas a maioria é pago.
 
Você deve validar o ticket nas máquinas e deixá-lo à vista no parabrisa do carro. A melhor opção para quem está com carro alugado, no entanto, é procurar hotéis com garagem. Assim, você pode deixar o carro em um local seguro e curtir a cidade sem problemas.
Dicas
Documentação
Brasileiros não precisam de visto para entrar na Itália, podendo ficar até três meses como turistas. No entanto, a zona Schengen (que inclui França e Itália, por exemplo) exige seguro-saúde no valor de 30 mil euros durante a temporada no local. Por isso, não se esqueça de levar um comprovante do seguro-saúde de preferência, em inglês. O passaporte precisa ter validade mínima de seis meses. Outra dica é ter uma cópia das passagens de volta e dos hotéis reservados durante a estadia no país. Em geral, esses itens não são cobrados pelas autoridades, mas é melhor se prevenir. Em alguns casos, eles podem pedir ainda para o turista mostrar a quantidade de euros que está levando consigo. 
 
Moeda
A moeda na Itália é o euro. O uso de moedas lá é muito grande, já que existem moedas de até 2 euros. Portanto, é prático levar um porta-níqueis para não ficar com moedas soltas na bolsa ou no bolso. Apesar de a maioria dos estabelecimentos aceitar cartão, o ideal é partir do Brasil com uma reserva em espécie.
 
Outra dica que pode ser interessante é fazer um Travel Money Card, um cartão pré-pago no qual você coloca os euros e fica livre da flutuacão do câmbio (você paga o câmbio apenas no dia em que carrega o cartão, e não no momento da compra, como acontece com cartões de crédito). Além disso, é possível sacar o dinheiro em terminais espalhados pela cidade por uma taxa de 2,50 euros.
 
Bagagem
A maioria das companhias aéreas permite duas malas de até 23kg para pessoas saindo do Brasil com destino à Itália, além da bagagem de mão. O recomendável é sempre levar itens valiosos consigo, como joias, máquinas fotográficas e laptops, além dos carregadores, já que sempre existe o risco de a mala ficar perdida em algum aeroporto. Por isso, também não custa nada levar uma troca de roupa com você. Outra dica importante é levar uma doleira (aqueles bolsinhos com um elástico que você amarra na cintura e coloca por debaixo da roupa) para guardar passaporte e dinheiro em um local seguro. 
Comércio Local
O horário do comércio, em geral, é de 9h30 às 19h. No verão, no entanto, o horário pode ser esticado um pouquinho. Em algumas cidades, as lojas fecham no almoço e só reabrem após as 15h. 
 
Para alugar Carro
Para quem quiser alugar carro, a carteira de motorista brasileira é válida em território italiano, desde que tenha uma tradução juramentada e vigente pelo período de um ano após a entrada na Itália. Uma opção mais simples e prática é tirar a carteira de motorista internacional, ela é válida pelo mesmo período da carteira de motorista; dessa forma, você pode aproveitar a carteira internacional não apenas na Itália, mas em outros países.
 
O aluguel de carro na Toscana é uma forma excelente de conhecer a região com calma e no seu ritmo. As estradas, apesar de estreitas, são bem cuidadas e, em geral, vazias. A sinalização pode deixar um pouco a desejar. Por isso, alugue um GPS também, ele pode evitar algumas horas perdidas em estradas; o que não necessariamente será ruim, já que as paisagens são incríveis. 
Fuso Horário
O fuso horário da Itália em relação ao Brasil é de 4 horas a mais. No nosso horário de verão, a diferença cai para 3 horas. No horário de verão deles, que na verdade começa na primavera, a diferença aumenta para 5 horas. 
 
Clima
Cheque sempre como está o tempo antes de viajar. Apesar de as estações serem bem marcadas em Pisa, pode acontecer de o tempo virar. Por isso, mesmo durante o verão, leve alguns casaquinhos para garantir.
 
Festividades Locais
A principal festividade na cidade de Pisa é a Luminara, em homenagem a San Ranieri, padroeiro da cidade. Em 16 de junho de todos os anos, todas as luzes ao longo da beira do Rio Arno são apagadas e substituídas por mais de 70 mil velas. As velas são refletidas na água do rio e a cidade ganha contornos. No dia seguinte, uma regata fecha as celebrações a San Ranieri. 

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto