ORLANDO

1/6
Quando Ir?
O planejamento é um fator essencial para que a viagem seja um sucesso e, no caso de Orlando, devemos pensar, basicamente, em dois fatores: clima e lotação dos parques. A melhor hora para viajar, portanto, será aquela em que a combinação desses dois fatores se encaixa nos seus planos de viagem. 
 
Clima
Orlando é uma cidade conhecida pelo calor, mas seu inverno pode ser friozinho também. A média anual de temperatura da cidade é de 23ºC. O verão é mais chuvoso, enquanto o inverno é mais seco. Vale lembrar que, por estar no hemisfério norte, quando é verão no Brasil, é inverno nos Estados Unidos, e vice-versa.  
 
O inverno em Orlando apresenta médias em torno dos 17ºC e essa é também uma época com menos chuva. Há dias de inverno que são quentes de verdade, mas há também aqueles que são frios e pedem um casaco quentinho. Se você planeja conhecer os parques aquáticos, viajar em meses como janeiro e fevereiro não é uma boa ideia - além disso, é uma época em que podem fazer reparos em atrações com água. Janeiro é o mês mais frio, com média de 15ºC. Viajando no inverno, leve um casaco na mala! 
 
O verão tem médias de 28ºC e é a estação mais chuvosa do ano. Os meses com mais chuva em Orlando são junho, julho, agosto e setembro e são também os mais quentes, ideais para se refrescar nos parques aquáticos e tomar todos os sorvetes a que você tem direito. Julho e agosto são os meses mais quentes, com temperaturas que ultrapassam os 30ºC, facilmente. Quem viaja nessa época deve levar roupas leves na mala! 

Furacões
A Flórida faz parte da rotas de furacões, cuja temporada compreende o período entre 1º de junho e 30 de novembro. Viajar nesse período, entretanto, não significa que haverá um furacão, mas há o risco. 

Compras 
Faz-se boas compras o ano todo, mas meses em que há troca de coleção, como janeiro/fevereiro e julho/agosto, são aqueles em que as lojas costumam fazer promoção com os itens que saem de coleção. Os feriados também são bons para compras porque as lojas também costumam fazer ofertas. O famoso Black Friday (quarta sexta-feira de novembro) é mundialmente conhecido pelos preços arrasadores. 
 
Filas nos parques
Viajar pra Orlando é ótimo, os parques são lindos, mas é preciso se preparar psicologicamente para enfrentar filas nas atrações. Todos os dias do ano há turistas nos parques temáticos, você nunca estará sozinho! As filas dependem muito da época do ano em que se viaja férias, feriados e recesso escolar são momentos em que os parques ficam bem cheios.
 
Quer pegar os parques mais vazios? Evite viajar nos dias de feriados americanos, dias próximos aos feriados (principalmente finais de semanas próximos aos feriados); evite também os meses de férias (junho, julho) e recessos escolares, como o Spring Break (final de fevereiro a final de abril, principalmente em março). Os finais de semana também são dias mais cheios nos parques; por isso, se tiver que optar entre ir a um parque em um dia útil ou no fim de semana, opte sempre pelo dia útil.

Já pensou passar uma hora e meia, duas horas esperando em uma fila para conhecer uma atração? Isso acontece, principalmente quando uma atração é recém-lançada ou em meses de altíssima temporada. Janeiro, maio, setembro e outubro são mais vazios e bons para quem não pegar tanta fila; já os meses de março, junho e julho são aqueles em que as filas estão mais longas e os parques, cheios. Se você não tiver opção e não puder escolher a viagem em um mês em que os parques estão mais vazios, uma boa sugestão é utilizar os fura-filas dos parques. Com a ajuda do Undercover Tourist, você pode ver um calendário e o nível das filas durante sua viagem. 

Festas
Ao longo do ano, os parques têm algumas festas e celebrações de datas especiais. No Natal, os parques ficam enfeitados para a data; no ano-novo, recebem festas com fogos, por exemplo. Entre as comemorações mais interessantes estão: Food & Wine Festival (Epcot), Flower & Garden Festival (Epcot), Mickey's Very Merry Christmas Party (comemoração da Disney para o Natal, no Magic Kingdom), Mickey's Not-so-Scary Halloween Party (festa de Halloween, no Magic Kingdom) e queima de fogos do ano-novo.
 
Para adultos, principalmente, uma das celebrações mais legais é a festa de Halloween da Universal, o Halloween Horror Nights, que é de dar medo pelas fantasias realistas que as pessoas usam. As celebrações acontecem em dias específicos e, dependendo da festa, não acontecem em um único dia, mas durante uma pequena temporada; aqui você pode ver os eventos anuais da Disney e os eventos da Universal.
O que Fazer?
Orlando é conhecida como a capital mundial da diversão e seus principais atrativos são os parques temáticos, é claro. São eles que dão vida ao lugar e fazem de Orlando esse sucesso todo. Há vários parques para conhecer e todos têm atrações variadas, que agradam aos públicos infantil, jovem e adulto. 
 
Tudo começou com a Disney, que hoje tem quatro parques temáticos, dois aquáticos e um indoor; são eles: Magic Kingdom, Animal Kingdom, Epcot, Hollywood Studios, Typhoon Lagoon, Blizzard Beach e Disney Quest. A Disney ainda tem dois complexos de entretenimento - Downtown Disney e Disney Boardwalk, que são boas opções para a noite.

A Universal tem dois parques temáticos e dois aquáticos: Universal Studios, Islands of Adventure, Wet 'n Wild e o novo Volcano's Bay, que na verdade é uma mistura de parque temático e aquático. Entre os dois parques temáticos da Universal está o CityWalk, que é um local com bares, restaurantes e clubs, alternativa indicada para a noite.
 
O grupo do Sea World tem o Sea World Orlando, o Aquatica, o Discovery Cove e, ainda, Busch Gardens e Adventure Island os dois últimos ficam em Tampa.

Para as crianças, há o Legoland, um parque da Lego, cheio de atividades; e, para aqueles que se interessam pelo espaço, visitar o Kennedy Space Center é uma oportunidade única o local não é um parque, mas tem uma área muito bacana aberta ao público. Aqui você pode ler as principais informações sobre cada parque. Nossa dica é escolher quais deles são prioridade em sua viagem e reservar um dia para conhecer cada um. 
 
Clique Aqui e Veja os Principais Parques de Orlando
 
Além dos parques
Além dos parques e do mundo mágico, existe alguma coisa em Orlando? Sim, mas, com certeza, são atrações menos populares. Fazer compras é algo que sempre cabe no roteiro e Orlando é um ótimo lugar para isso, pois tem shoppings e outlets com preços arrasadores! Todas as grandes marcas estão presentes na cidade, então é possível voltar de viagem com excelentes aquisições.
 
A International Drive, ou apenas I-Drive, vale um passeio tanto durante o dia quanto à noite. A via tem muitos hotéis, mas tem também bares e restaurantes ótimos para jantar e terminar a noite em um local animado. Na I-Drive estão o Ice Bar Orlando e o Señor Frogs, boas opções para curtir a vida noturna. Na via está o Wonder Works, uma casa de cabeça para baixo que tem atividades interativas para crianças, jogos e atrações que brincam com a mente e a Orlando Eye, uma roda-gigante panorâmica que além de oferecer uma ótima vista tem diversos restaurantes ao seu redor.
 
Se quiser ter a chance de voar sem pegar um avião, nossa dica é o iFly, um local onde você poderá fazer um voo indoor, que simula a descida de paraquedas atividade para qualquer idade!  
 
Quem quiser fazer algo diferente do tradicional pode aproveitar um dia de sol para conhecer as Everglades, uma vegetação que ocupa grande parte da Flórida e onde estão diversos animais, incluindo jacarés. O passeio é feito em um air boat (barco com hélice) e permite conhecer paisagens muito bonitas. É um passeio tranquilo, perfeito para descansar. 
 
Com tempo sobrando, Downtown Orlando vale um passeio. O centro da cidade é muito organizado, bem arborizado e uma graça para caminhar. Em Downtown está Lake Eola, um lago gostoso para fazer um passeio de pedalinho e caminhar ao seu redor. Se quiser apostar em um programa cultural, a dica é ir ao Orange County Regional History Center, um museu bonito (por dentro e por fora), que conta um pouco da Flórida e da região de Orlando.

Em Downtown está a Amway Center, o estádio de basquete do Orlando Magic, time da cidade de Orlando vale a pena ficar de olho nos ingressos da NBA e conferir se há algum jogo do time durante sua viagem. A vida noturna do Centro é ótima, com muitos bares e casas noturnas; se você gosta de curtir a noite, é um local imperdível no fim de semana, pois fica muito animado e cheio de gente! 
Como Chegar?
Orlando é um dos destinos mais procurados entre os brasileiros que visitam os Estados Unidos e a diversidade de voos para a cidade é um grande facilitador para realizar a viagem. O Aeroporto Internacional de Orlando tem uma grande estrutura e, frequentemente, são encontradas tarifas promocionais para a cidade. Veja aqui a hora certa de comprar suas passagens.   
 
Avião
Para quem está no Brasil, a forma mais fácil de chegar à cidade é pegar um voo até o Aeroporto Internacional de Orlando. Ele está a cerca de 20km de Downtown Orlando e da International Dr. 
 
Brasileiros que querem conhecer a cidade contam com voos diretos de companhias como Latam, Delta, Azul além de outras estrangeiras. Quase todas as companhias aéreas internacionais têm acordos de codeshare ou interline com as companhias brasileiras e, na prática, esses acordos permitem pegar um voo para Orlando de praticamente todas as cidades brasileiras atendidas por Gol, Latam e Azul.
Voos com escala ou conexão: 
Aerolíneas Argentinas (conexão em Buenos Aires), Aeroméxico (conexão na Cidade do México), Avianca (conexão em Bogotá), Air Canada, Copa (conexão na Cidade do Panamá), Delta (conexão normalmente em Atlanta), Latam Peru (conexão em Lima ou Bogotá) e United. 
 
Uma maneira alternativa para chegar a Orlando é utilizar o Aeroporto Internacional de Tampa, que está a cerca de 130km da cidade. É comum que as pessoas utilizem o aeroporto de Tampa quando desejam chegar a Orlando, pois o trajeto é facilmente feito por terra, já que as estradas da Flórida são ótimas. 

Outras alternativas bem mais distante do que Tampa são as cidades de Miami e Fort Lauderdale, cujos aeroportos internacionais muitas vezes servem de acesso para quem quer conhecer Orlando. É natural as pessoas viajarem para os Estados Unidos e incluírem Miami e Orlando em seu roteiro de viagem; nesse caso, pode valer a pena utilizar um aeroporto mais distante como alternativa. O Miami International Airport está a cerca de 370km de Orlando e o do Fort Lauderdale-Hollywood International Airport, a 350km. 

 
Carro
Para quem chega a Orlando pelo norte/nordeste, a partir de locais como Winter Park, Altamonte Springs e Daytona Beach, o acesso principal é feito pela I-4 W. Para quem sai de uma área a sudoeste, como Tampa, o acesso é feito pela I-4 E. 

Viajando de carro pela Flórida, utilize um GPS, pois tornará a viagem mais fácil. As rodovias no Estado são muito boas, mas algumas entradas e saídas de acesso podem pregar algumas pegadinhas e o GPS ajuda muito a não cairmos em furadas. Aplicativos de celular também são uma ótima alternativa para ajudar no trânsito, pois, além de indicarem o trajeto, poderão indicar em qual caminho o trânsito estará melhor. 
 
Trem 
Ainda que não seja a opção mais tradicional, é possível chegar a Orlando de trem. O trajeto inicia-se em Nova York e passa por cidades como Washington, Charleston, Savannah e Jacksonville e, então, Orlando. O tempo de viagem entre Nova York e Orlando ultrapassa as 20 horas de viagem; por isso, não é uma opção indicada para quem quer economizar tempo.
 
Entre o Aeroporto de Tampa e o Orlando  
O menor trajeto entre Orlando e Tampa é feito pela I-4 E e tem cerca de 130km de distância. A estrada é boa, praticamente toda em reta, e o acesso "principal" é o mesmo tanto para quem vai para Downtown como para quem irá para a International Drive ou Lake Buena Vista. 
 
De Orlando para Miami (e vice-versa)
Orlando e Miami são os dois principais destinos dos brasileiros na Flórida e é muito comum fazer um roteiro que contemple ambas as cidades. São 370km de estrada entre Miami e Orlando, que levam de três horas e meia ou quatro horas de viagem de carro, a depender do trânsito nas áreas urbanas. As estradas ao longo do caminho são boas e, como o aluguel de carro é bem-vindo para circular nas duas cidades, fazer a retirada do veículo em uma cidade e devolver na outra é muito natural. Caso devolva o carro em um posto diferente de onde foi retirado, costuma ser cobrada uma taxa.
 
As duas opções de percurso mais utilizadas para fazer o trajeto Miami-Orlando por terra são: 1 - Pela I-95, estrada que se localiza próxima da costa; 2 - Pela Florida's Turnpike, a estrada mais utilizada e que vai mais pelo interior da Flórida. A distância e o tempo gasto na I-95 ou pela Turnpike são similares, o que pode mudar um pouco é que, pela Turnpike (que é uma via expressa), costuma-se cobrar pedágios.

Caso não pretenda utilizar um carro para fazer o trajeto entre Orlando e Miami, recomendamos contratar um serviço de transfer, como o que oferece a empresa Super Tours (utilizamos e não temos reclamações) ou a Florida Shuttle Transportation. Outra opção é utilizar um ônibus
Dicas
Documentação
Brasileiros precisam de visto americano e passaporte válido para entrar nos EUA.
Evite andar com o passaporte na rua. Deixe-o guardado em local seguro, preferencialmente no cofre do hotel, e use a carteira de motorista acompanhada de uma cópia do passaporte.Tenha sempre também uma cópia do passaporte on-line (no e-mail, por exemplo). No caso de perda, comunique imediatamente à embaixada ou ao consulado mais próximo. A cópia do passaporte facilitará a retirada de um documento de emergência.
 
Na hora de passar na imigração americana, tenha todos os documentos de comprovação de hospedagem e passagem.
 
Apresentar a CNH brasileira é obrigatório para quem pretende alugar um carro nos Estados Unidos. A PID (Permissão Internacional para Dirigir) não é obrigatória, mas é bem-vinda, pois através dela sua CNH será traduzida para o inglês; em caso de acidente ou abordagem policial, a PID poderá facilitar quaisquer problemas.
 
Saúde
Seguro de saúde é de fundamental importância para uma viagem international. Não deixe de fazer um antes de embarcar.
 
Nenhuma vacina é obrigatória para quem pretende visitar os EUA. 
As farmácias dos EUA são verdadeiros paraísos e vendem de tudo; porém, para remédios mais fortes, como antibióticos, é necessário apresentar receita médica. Caso seja necessário, você deverá consultar um médico.
 
Idioma
 Embora o inglês seja o idioma oficial dos Estados Unidos, muita gente fala espanhol no país, principalmente na Estado da Flórida, que tem uma comunidade enorme de latinos.
Se você não fala inglês, não se preocupe, esse não é um motivo para temer a viagem. Há muitas pessoas na Flórida que falam espanhol ou até mesmo português, e desenrolando um portunhol você consegue se virar bem.
 
Moeda
A moeda utilizada nos Estados Unidos é o dólar americano, que pode (e deve!) ser comprado ainda no Brasil. Cartões de crédito são amplamente aceitos nos estabelecimentos comerciais, mas sofrem encargo do IOF (6,38%). Os cartões de débito são aceitos (também com incidência de IOF), mas nem sempre os cartões de débito emitidos no Brasil funcionam como deveriam caso pretenda utilizar seu cartão de débito, sugerimos que tenha uma maneira alternativa para pagar seus gastos.
 
Single Rider 
A Single Rider é uma fila para ir sozinho nos brinquedos. Ela costuma ser bem mais rápida do que as filas normais, mas, em compensação, não é muito divertida para quem está em grupo, pois é dedicada para os que estão sozinhos e irão "completar" os lugares vagos nos carrinhos. Para quem não liga de se separar do grupo ou para quem está sozinho mesmo, é uma alternativa excelente. A Single Rider recebe uma identificação especial na entrada dos brinquedos ou seja, não entre na fila normal. Nos parques da Universal, principalmente, elas são uma mão na roda! 
 
Fura-fila
Os parques de Orlando são ótimos, todo mundo se diverte, mas uma coisa muito incômoda são as filas. Em épocas de alta temporada ou nem tão alta temporada assim, há atrações populares em que as filas passam das duas horas de espera. Pensando nisso, cada parque criou um sistema para "furar a fila" em determinadas atrações, normalmente as mais populares. Esse fura-fila nada mais é do que uma fila especial, cujo tempo de espera é muito inferior aos das regulares. O fura-fila da Disney é o FastPass; o da Universal é o Express; e o do SeaWorld é o Quick Queue.
 
Quanto tempo ficar 
Esse é um assunto que gera muita dúvida na hora de planejar a viagem. Fique em Orlando quanto tempo puder, pois há muito que fazer na cidade e sempre há mais por conhecer. Decida quais são os parques que você pretende visitar e então calcule que você ficará ao menos um dia inteiro em cada parque. Caso queira fazer compras, inclua mais um ou dois dias no roteiro. Se quiser conhecer alguns pontos de interesse além dos parques e das compras, tente ficar mais um ou dois dias por lá.
Como se vestir nos parques
Vista-se da forma mais confortável possível, pois é comum caminhar bastante nos parques. Tênis e outros tipos de calçados confortáveis são muito bem-vindos. No verão faz muito calor, então utilize roupas frescas; no inverno pode fazer frio, então vale colocar na mala um agasalho. Nos dias de sol, lembre-se de usar protetor solar, óculos escuros, chapéu ou boné.
O que levar para os parques 
Você não precisará se preocupar tanto com o que levar para os parques temáticos, pois a estrutura deles é muito boa. Carrinhos de bebê e carros elétricos podem ser alugados nos parques e normalmente esse tipo de serviço localiza-se próximo à entrada. 
 
Procure levar pouca coisa aos parques para não ter que ficar carregando muito peso.
Leve documentos pessoais, voucher ou ingresso do parque, protetor solar, boné ou chapéu para se proteger do sol, óculos de sol, algum medicamento que você eventualmente precise ao longo do dia, câmera fotográfica, filmadora e uma muda de roupa para os parques em que há chance de ficar molhado. Nos dias em que há previsão de chuva, compre ou leve uma capa de chuva. 

Evite levar uma quantidade exagerada de coisas, pois, ao longo do dia, carregar uma mochila pesada provocará cansaço. Você não deve levar bebidas alcoólicas, refrigeradores de bebida ou malas. A comida pode ser comprada no próprio parque; portanto, não há necessidade de levar. Veja aqui os itens proibidos nos parques da Disney, nos parques da Universal e no Sea World. Todas as bolsas e mochilas são revistadas na hora de entrar nos parques; certifique-se de não levar nada proibido para o local e de seguir as especificações de tamanho do que levar.
 
Estacionamentos
Em todos os parques a quantidade de estacionamentos para veículos é enorme; por isso, certifique-se de saber exatamente onde seu carro alugado foi estacionado. Vale anotar a área do estacionamento, a placa do carro e tirar foto do veículo. Como os estacionamentos são grandes, procure chegar cedo aos parques e, assim, ter a oportunidade de estacionar mais próximo da entrada. Cada estacionamento tem um valor eles custam, em média, $14-18 por dia.
 
Gorjetas
Dar gorjeta para os serviços prestados é uma prática muito comum nos Estados Unidos. A gorjeta é dada tanto aos garçons dos restaurantes quanto a taxistas ou funcionários do hotel que ajudam com as malas. Paga-se, normalmente, entre 15% e 20% do valor total do serviço em gorjeta. 
 
Quando receber a conta de um restaurante, provavelmente o recibo sinalizará o valor equivalente a 15%, 18% e 20% de gorjeta, não é necessário ficar fazendo contas, o recibo indicará quanto você deve pagar.
 
A gorjeta deve, preferivelmente, ser paga em dinheiro, pois nem sempre quando paga-se com cartão ela é repassada aos atendentes do comércio. Quando quiser pagar a gorjeta através do cartão, você deverá sinalizar no recibo entregue pelo garçom o valor a ser pago de gorjeta e o valor total do gasto.
Segurança
Orlando é uma cidade muito segura, inclusive nos parques.
Em todos eles é feita uma revista para entrar. Quem estiver com mochilas ou bolsas deverá mostrar ao segurança o conteúdo interno delas. Quem está sem nenhuma bolsa ou mochila pode passar numa fila especial, que é mais ágil. 

Nos shoppings, evite deixar pertences e sacolas de compras sem supervisão. Evite ainda guardar as compras nos carros enquanto está no shopping fazendo compras.
Clique Aqui e Veja os Principais Parques de Orlando

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto