NOVA YORK

1/4
Quando Ir?
Nova York é uma cidade para se visitar o ano inteiro, e o ano inteiro está cheia de turistas. Como está localizada no hemisfério norte, as estações do ano são opostas às do Brasil, o que costuma causar um certo choque térmico em quem viaja. Cada estação do ano tem seu encanto e proporciona experiências diferentes, mas, independente da época do ano, Nova York sempre vale a pena! 
 
Nova York possui estações bem definidas, o inverno tem cara de inverno, a primavera cara de primavera e assim vai. Cada uma das estações exibe uma atmosfera diferente, a melhor época para viajar depende muito do gosto pessoal. O inverno tem médias de 2º e o verão média de 24ºC, mas com sensação térmica que passa dos 40ºC em dias muito quentes. As chuvas são bem distribuídas ao longo do ano, não havendo uma estação chuvosa ou uma estação seca bem definidas, embora se saiba que na primavera costuma chover. 
 
No inverno faz frio, neva, e não raramente a sensação térmica é negativa. Viajando no final do ano, espere encontrar uma Nova York enfeitada para o Natal, com pista de patinação, árvores com suas folhas caídas e galhos cobertos por neve. Os programas indoor, como museus e compras acabam fazendo boa parte da programação, pois estar ao ar livre o tempo todo pode ser difícil para quem não está acostumado com temperaturas extremas. Os melhores meses para ver neve na cidade são dezembro, janeiro e fevereiro. 
 
No verão a cidade vive seu explendor. Os dias de sol são muito valorizados e qualquer gramado na rua ganha novaiorquinos tomando sol. Os eventos são constantes, festivais de verão e feiras de rua são organizadas... Essa é uma época excelente para praticar exercícios físicos, curtir os parques e, claro, ideal para quem não gosta de frio. No verão faz calor de verdade, então coloque na mala muitas roupas frescas. Viajando nessa época prepare-se para encontrar tudo mais cheio, principalmente as ruas e os pontos turisticos mais famosos. Os voos e hospedagem podem ser mais caros nesse periodo também, principalmente entre julho e agosto, época de férias escolares no hemisfério norte.
 
A primavera e o outono são períodos de transição, interessantes para quem não quer pegar o frio cortante do inverno ou o calor incessante do verão. Se na primavera plantas estão verdinhas e as flores coloridas, no outono o festival de cores é feito pelos tons de amarelos e vermelhos das folhas nas árvores. São épocas em que, costumeiramente, as temperaturas não são tão quentes ou tão frias.
 
Eventos diversos acontecem durante todo o ano em Nova York. O ano novo é celebrado tradicionalmente na Times Square, acompanhado de uma mutidão que assiste à bola da Times Square caindo. As semanas anteriores ao natal são de cidade bem enfeitada e alegre! Quatro de julho, dia em que é celebrada a Independência dos Estados Unidos, é comemorado por toda a cidade com fogos e festejos. 
 
Shows, exposições e eventos culturais também ocorrem durante todo o ano, principalmente durante o verão. Vale a pena ficar de olho em sites como Time Out, que comenta sobre os eventos em NY. 
 
Compras
Em qualquer época que você viajar para os Estados Unidos encontrará produtos mais em conta do que no Brasil, mas, em determinadas datas, os preços que já são bons ficam ainda melhores. Próximo dos feriados as lojas costumam fazer promoções, e meses em que há troca de coleção nas lojas, como janeiro, fevereiro, junho e julho também costumam oferecer ótimas ofertas e muitos descontos.

O período que muita gente espera para fazer compras, no entanto, é a Black Friday, que acontece na quarta sexta-feira de novembro, após o Thanksgiving. Essa é a data em que as lojas fazem descontos arrasadores, com produtos com até 90% de desconto. Filas formam-se do lado de fora antes dos portões das lojas abrirem e as lojas ficam lotadas de pessoas! 
 
Esportes
Viajar aos Estados Unidos é uma ótima oportunidade para acompanhar esportes como o futebol americano, baseball e basquete. Cada um dos esportes segue uma temporada diferente e dependendo da época de sua viagem, você pode aproveitar para assistir a um jogo esportivo na cidade, desde que os times nova-iorquinos ainda integrem as competições. 

 
A temporada da NFL (Liga de Futebol Americano) ocorre entre setembro e fevereiro. A temporada da NHL (Liga Nacional de Hockey) ocorre entre outubro e abril. A temporada da NBA (liga profissional de basquete) acontece entre outubro e junho e a MLB (Major League Baseball) entre abril e setembro.
O que Fazer?
Nova York é uma cidade mágica, que se renova a cada dia. São tantas coisas diferentes para ver e fazer na cidade que não é em alguns dias que você conseguirá desvendar todos os seus pontos de interesse. Na verdade, até quem vive na Big Apple acaba por não conhecê-la por inteiro tamanha variedade de programas, novas atrações e restaurantes que surgem a cada dia.
 
E como não é possível ver tudo que Nova York tem em poucos dias, é imprescindível que você escolha quais são os locais que mais despertam seu interesse. Para uma primeira viagem à cidade, sugerimos que você crie um roteiro que inclua os pontos turísticos básicos, aqueles mais emblemáticos, e misture-os com aqueles que mais lhe chamam atenção e que você mais tem vontade de conhecer.
 
Se quiser visitar os principais pontos da cidade, não deixe de ir à Estátua da Liberdade e Ellis Island, ao Central ParkTimes SquareBrooklyn BridgeQuinta AvenidaGround Zero e ao Empire State ou ao Top of the Rock para ter uma visão geral da selva de pedra. 
 
Para fazer programas culturais, as opções são inúmeras. Há diversos museus na cidade, sendo os principais os METMuseum of Natural HistoryMoMa e o Guggenheim os quatro têm um acervo incrível, com algumas das obras mais valiosas do mundo. Se não puder, ou quiser, ir em todos eles, analise o foco de cada um dos museus e vá naquele que tiver mais a ver com seu perfil. Nossa sugestão é ir ao menos ao MET, que tem uma colecão enorme e muito potencial para agradar; mesmo que você não goste tanto de arte, vai curtir a vista do rooftop. Se museu for sua praia, talvez valha a pena visitar também o Whitney MuseumFrick CollectionTransit Museum e o novo 9/11 Memorial Museum.
 
Os parques fazem parte do cenário da cidade e é muito interessante a maneira como se integram ao seu visual. Aqueles enormes edifícios de concreto vez ou outra estão em volta de uma área verde que rendem bons passeios para descansar. O Central Park, é claro, é uma visita obrigatória em qualquer época do ano. No verão o local fica muito animado e cheio de gente, na primavera fica florido, no outono cheio de folhas coloridas e no inverno com neve é paixão na certa. O High Line, parque suspenso construído sobre uma antiga linha de trem, também vale um passeio em um sábado de sol, e o Hudson River Park e o Brooklyn Bridge Park é perfeito no finzinho da tarde para admirar o sol de pondo.
 
Se você gosta de compras, NY é a cidade perfeita porque reúne as principais marcas do mundo, das mais famosas às superpopulares. Para fazer compras, visite a Quinta Avenida, os arredores da Herald Square, o SoHo e, se quiser encontrar preços arrasadores dos outlets, passe um dia no Jersey Gardens ou no Woodbury Premium
 
Outlets, um outlet incrível para quem viaja com o objetivo de fazer compras.
Para comer, Nova York é o paraíso. Há todo tipo de restaurante na cidade, desde os mais luxuosos e caros com vistas incríveis, aos mais singelos carrinhos de rua. Não perca uma visita ao Eataly e ao Chelsea Market, mercados que deixam qualquer entusiasta por gastronomia animado. Se o tempo estiver gostoso, aproveite para comprar comida para viagem e fazer como os novaiorquinos, que levam seus potinhos para rua e fazem refeições ao ar livre, em qualquer parque.
 
Pela noite, dê um passeio pela Times Square e assista a algum dos espetáculos da Broadway são vários em cartaz. Aproveite a noite para comer em um restaurante bacana ou ouvir um bom jazz ou blues em um dos bares da cidade; se preferir algo mais animado, então parta para um rooftop e aproveite o alto astral da cidade que nunca dorme.
Como Chegar?
Nova York é servida por três aeroportos de grande porte e os três são utilizados para os brasileiros chegarem à cidade. São eles: John F. Kennedy International Airport, que fica no Queens e é mais conhecido apenas como JFK, o LaGuardia Airport, também no Queens, e o Newark Liberty International Airport, que fica em New Jersey, Estado vizinho de Nova York.  
 
Há uma grande variedade de promoções de voos para a cidade, e em diferentes épocas do ano, por isso muitas pessoas acabam nem escolhendo por qual aeroporto irão chegar, elas simplesmente compram o que for mais barato. O JKF é o aeroporto mais utilizado, com um volume impressionante de passageiros, o La Guardia é menor, mas ao mesmo tempo fica melhor localizado. 
Diversas companhias aéreas oferecem voos entre as capitais brasileiras e Nova York e os acordos entre as companhias brasileiras e americanas permitem que você compre passagens para os Estados Unidos saindo de praticamente todas as cidades brasileiras atendidas pela Avianca, Tam e Gol. 

A Latam Brasil, Avianca Brasil, American Airlines, Delta e a United têm voos diretos partindo de Guarulhos.Para voos com conexão, você pode utilizar a Copa, a Latam Chile, e a Avianca Colômbia. 
 
John F. Kennedy International Airport (Queens) - JFK
Esse é o aeroporto com maior volume de passageiros em NY e um dos aeroportos mais movimentados do mundo. Apenas em 2013 passaram por esse aeroporto mais de 50 milhões de passageiros e houve mais de 400.000 operações aéreas. É um aeroporto muito bem estruturado, com todos os serviços que um turista possa precisar, e ele é servido inclusive por trens, o que evita que seja necessário acessá-lo de carro. 
Esse aeroporto está localizado a cerca de 25km da Times Square e quem pretende ir de Manhattan ao JFK deve sair com antecedência, pois o trânsito ao longo do trajeto pode ser conturbado.
 
LaGuardia (Queens) - LGA 
O Aeroporto de LaGuardia também fica no Queens, como o JFK, mas seu tráfego aéreo é um pouco mais "tímido", se é que se pode usar essa palavra para falar de um aeroporto que em 2013 transportou mais de 26 milhões de passageiros. Ele é o aeroporto com melhor localização para quem vai para Manhattan, pois fica a apenas 14 km da Times Square. É um aeroporto que recebe principalmente voos domésticos, então acaba sendo uma ótima opção para quem faz uma conexão nos Estados Unidos e depois vai para NY.  


Newark Liberty International Airport (New Jersey) - EWR
Localizado em Newark, New Jersey, esse é segundo maior aeroporto da região, que teve em 2013 um volume de 35 milhões de passageiros. É um aeroporto utilizado tanto para voos domésticos quanto para voos internacionais e que está a cerca de 26km da Times Square. Considerando apenas o quesito "distância", o aeroporto de Newark e o JFK são similares. 

 
Carro
Quem pretende fazer uma roadtrip pelos EUA deve saber como são boas as estradas norte-americanas. Alugar um carro é muito comum para fazer viagens no país, mas em se tratando de NY, o carro pode ficar de lado pelo menos para circular pela cidade, pois além do trânsito ser intenso, faltam locais para estacionar os veículos. Entre as rodovias que dão acesso à cidade estão a New Jersey Turnpike, a I-95 e a I-78. Estar com um GPS é imprescindível para viajar de carro pela Terra de Tio Sam. 
 
Trem
Manhattan está ligada por trens a cidades como Washington, Orlando, Miami, Toronto e Boston. Algumas viagens demoram muitas horas, mas essa é uma boa alternativa para quem quer economizar e tem tempo livre para fazer viagens. Para conhecer cidades próximas de NY, é uma ótima opção. Aqui você pode ver quais são as rotas da Amtrak, cujos trens saem da Penn Station, em NY. Para saber as rotas dos trens que circulam em New Jersey, confira o NJ Transit
 
Ônibus
Port Authority Bus Terminal, em Manhattan, interligado à estação de metrô da 42nd St é uma boa opção para pegar ônibus para diferentes cidades dos Estados Unidos, principalmente nos estados de Connecticut, New Jersey, Pennsylvania, Maryland e Massachusetts. Através desse terminal você conseguirá chegar a locais como Atlantic City, New Jersey e Woodbury Outlets. 
Dicas
Documentação
Brasileiros precisam de visto americano e passaporte válido para entrar nos EUA.
Evite andar com o passaporte na rua. Deixe-o guardado em local seguro, preferencialmente no cofre do hotel, e use a carteira de motorista acompanhada de uma cópia do passaporte.Tenha sempre também uma cópia do passaporte on-line (no e-mail, por exemplo). No caso de perda, comunique imediatamente à embaixada ou ao consulado mais próximo. A cópia do passaporte facilitará a retirada de um documento de emergência.
 
Na hora de passar na imigração americana, tenha todos os documentos de comprovação de hospedagem e passagem.
 
Apresentar a CNH brasileira é obrigatório para quem pretende alugar um carro nos Estados Unidos. A PID (Permissão Internacional para Dirigir) não é obrigatória, mas é bem-vinda, pois através dela sua CNH será traduzida para o inglês; em caso de acidente ou abordagem policial, a PID poderá facilitar quaisquer problemas.
 
Saúde
Seguro de saúde é de fundamental importância para uma viagem international. Não deixe de fazer um antes de embarcar.
 
Nenhuma vacina é obrigatória para quem pretende visitar os EUA. 
As farmácias dos EUA são verdadeiros paraísos e vendem de tudo; porém, para remédios mais fortes, como antibióticos, é necessário apresentar receita médica. Caso seja necessário, você deverá consultar um médico.
 
Idioma
Embora o inglês seja o idioma oficial dos Estados Unidos, muita gente fala espanhol no país.
 
Moeda
A moeda utilizada nos Estados Unidos é o dólar americano, que pode (e deve!) ser comprado ainda no Brasil. Cartões de crédito são amplamente aceitos nos estabelecimentos comerciais, mas sofrem encargo do IOF (6,38%). Os cartões de débito são aceitos (também com incidência de IOF), mas nem sempre os cartões de débito emitidos no Brasil funcionam como deveriam caso pretenda utilizar seu cartão de débito, sugerimos que tenha uma maneira alternativa para pagar seus gastos.
 
Horário
O fuso horário de Nova York é de -1h em relação ao horário de Brasília.
Tomada
Rede 110 volts. As tomadas nos Estados Unidos são de dois pinos chatos e um redondo. Muitas vezes a entrada das tomadas não é compatível com as dos produtos brasileiros; portanto, ter um adaptador de tomadas é essencial para recarregar eletrônicos durante a viagem. 
Preços
Nova York é um lugar ótimo para compras, mas não espere que tudo por lá seja barato. Ela é uma cidade cara, tanto para se hospedar quanto para comer e é bom ter isso em mente na hora de planejar a viagem. Aqui vale a máxima, "quem converte não se diverte".
 
Segurança
Nova York é uma cidade segura, mas assim como todas as outras está sujeita a crimes. Tenha cuidado com furtos ao circular por Midtown e evite andar com pertences muito valiosos. Mochilas e bolsas devem sempre andar próximas ao corpo e seus documentos no fundo delas. Evite deixar o telefone celular no bolso, que é um ponto mais suscetível a furtos.  
Diversos estabelecimentos exigem que as pessoas passem por um bloqueio de segurança, tenham as bolsas revistadas ou passem por um raio-x. 
 
Gorjetas
Dar gorjeta para os serviços prestados é uma prática muito natural nos Estados Unidos. A gorjeta é dada tanto aos garçons dos restaurantes quanto aos taxistas ou funcionários do hotel que ajudam com as malas. Paga-se, normalmente, entre 15% e 20% do valor total do serviço em gorjeta. Em alguns restaurantes mais refinados, a sugestão de gorjeta poderá ser maior. 
 
Quando receber a conta de um restaurante, provavelmente o recibo sinalizará o valor equivalente a 15%, 18% e 20% de gorjeta, não é necessário ficar fazendo contas.
A gorjeta deve, preferivelmente, ser paga em dinheiro, pois nem sempre quando paga com cartão é repassada aos atendentes do comércio. Quando quiser pagar a gorjeta através do cartão, você deverá sinalizar no recibo entregue pelo garçom o valor a ser pago de gorjeta e o valor total do gasto.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto