MILÃO

1/4
Quando Ir?
A escolha da melhor época do ano para conhecer Milão vai depender de fatores diversos, sendo o clima, com certeza, um dos mais importantes.
 
Como no restante da Europa, em Milão as estações do ano costumam ser bem definidas. Julho, por exemplo, é um mês indicado para aqueles que curtem calor intenso e também para os que não se importam com o fato de que a cidade provavelmente estará mais cheia (e cara, no caso dos hotéis).
 
Além disso, o mês é ideal para os apaixonados por compras devido às promoções que se espalham pela cidade (considerada reduto da moda).
Uma boa dica para quem prefere temperaturas mais amenas é programar a viagem para os meses de junho e setembro. A primavera, entre meados de março e junho, também pode ser uma excelente oportunidade para explorar não só as atrações da cidade em si, mas também aquelas que ficam próximas, a exemplo do Lago Di Como.
 
Os termômetros começam a registrar temperaturas mais baixas no início do outono, além da alta probabilidade de ocorrência de chuvas.
 
No inverno, as temperaturas caem de vez com a probabilidade de mínimas abaixo de zero, lembrando que janeiro também é um mês de promoções nas lojas da cidade, um excelente atrativo para quem gosta de ir às compras.
O que Fazer?
Museus, igrejas, praças e bairros são alguns exemplos de atrações diurnas existentes em Milão, a charmosa capital da região da Lombardia. Na igreja Santa Maria delle Grazie, por exemplo, o visitante poderá ver de perto A Última Ceia, do gênio italiano Leonardo da Vinci, além, é claro, de outras obras pertencentes a grandes nomes da arte que estão espalhadas por outros pontos da cidade.
 
É realmente grande a quantidade de tesouros artísticos guardados em museus e igrejas de Milão, como são diversas as riquezas existentes nas ruas da cidade, simplesmente perfeita para passeios a pé (a proximidade entre algumas atrações turísticas facilita bastante a vida do turista).
 
Bairros como Brera, Navigli e o centro da cidade são simplesmente imperdíveis!
 
Ter em mãos um bom mapa da cidade é muito importante. Além disso, usar sapatos e roupas confortáveis é fundamental para aqueles que pretendem explorar a cidade a pé, tours guiados podem ser uma excelente opção para aqueles que não têm muito tempo disponível.
Como Chegar?
Avião
Voos diretos ou com escalas/conexões partem diariamente das principais capitais brasileiras com destino ao aeroporto Malpensa, que possui 2 terminais e fica a cerca de 50km do centro de Milão. Companhias aéreas, como a brasileira LATAM, têm saídas direto de São Paulo.
 
Os que já estiverem no continente europeu podem optar pelas inúmeras companhias aéreas existentes, como Alitalia, Easyjet, KLM, entre outras.
Voos oriundos do próprio continente (inclusive os charters) costumam aterrissar no aeroporto Milano Linate, que fica a mais ou menos 8km de distância da estação central de trens.
 
Trem
Uma boa opção para aqueles que já se encontram no Velho Continente. Grande parte dos trens saem/chegam na estação central de Milão (Milano Centrale), no centro da cidade, a segunda maior da Itália em termos de tamanho e volume de tráfego (além de ser considerada uma das mais bonitas do país). De lá partem/chegam trens de/para destinos italianos como Florença, Roma e Veneza, e internacionais, como: Paris e Nice, na França; Genebra, Zurique, Basileia e Lucerna, na Suíça.
 
Ônibus/coach
A viagem de ônibus até Milão pode ser uma boa opção para aqueles que estiverem em cidades italianas como Bergamo, Aosta, Turin, Florença, Roma, entre outras.
 
Saindo de Milão Malpensa terminais 1 e 2
Trens partem do terminal 1 do aeroporto (e vice-versa) com destino à estação Piazza Cadorna até a Estação Central de Milão. A viagem até a praça tem duração de 29 minutos e os trens partem a cada 30 minutos. Já a viagem do aeroporto até a estação central tem duração de 43 minutos.
 
Um serviço de shuttle bus gratuito opera 24h por dia levando passageiros do Terminal 1 ao Terminal 2 do aeroporto (com partidas a cada 7 minutos durante o dia e a cada 30 minutos à noite, das 22h45 às 5h15).

Coach
Ônibus de empresas diversas realizam o transporte de passageiros de Malpensa 1e 2 até o centro de Milão (e vice-versa); uma delas é a Air Pullman . A passagem do aeroporto até a estação central de trens, no centro da cidade, custa € 10 (o trecho) e € 16 (ida e volta). Os ônibus saem a cada 20 minutos e o veículo é bastante confortável.
** A empresa também realiza o trajeto Malpensa-Linate.

Táxis
Estão disponíveis logo na saída do portão 6 de Malpensa 1 e na área externa do terminal 2. O custo da viagem gira em torno de € 90, do aeroporto até o centro de Milão, e € 100, de Malpensa até o aeroporto Linate.

Aluguel de carro
Milão é uma cidade que oferece um bom sistema de transporte público, mas, caso seja necessário alugar um carro, no terminal 1 do aeroporto Malpensa é possível encontrar uma série de opções de empresas.
Dicas
Documentação
Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias na Itália e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça), porém no momento do desembarque serão exigidos por agentes de imigração um passaporte válido e outros comprovantes como passagens de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.
Dicas rápidas:
- Agosto pode ser um mês complicado para quem pretende ir a Milão. Isso porque nessa época muitos bares, restaurantes e até hotéis podem fechar devido à temporada de férias europeias. Fique atento!
 
- O metrô de Milão pode ficar insuportavelmente cheio na hora do rush. Evite utilizar o transporte em horários como o fim da tarde, por exemplo, caso queira viajar com conforto.
 
- Quem pretende gastar pouco com alimentação pode optar por lanchonetes da cidade que servem a tradicional pizza ou panzerotti (tipo de pastel) no balcão. Além disso, o "aperitivo", sistema no qual bares da cidade cobram apenas pela bebida, é excelente (o bufê, composto por massas, pães, frios, entre outras delícias, é liberado).
 
- Para não perder a oportunidade de ver de perto A Última Ceia, de Leonardo da Vinci, é bom garantir o ingresso com pelo menos 1 mês de antecedência.
 
- O famoso Teatro alla Scala é uma excelente opção de programa noturno em Milão e mesmo quem opta por ingressos mais baratos tem uma visão muito boa do espetáculo escolhido.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto