LISBOA

1/4
Quando Ir?
Em se tratando de clima, não há nenhuma época do ano considerada ruim para ir a Lisboa. Na verdade, Portugal tem um dos climas mais quentes do continente e prova disso é que, enquanto alguns países europeus "congelam" no inverno, a terra de Vasco da Gama surpreende o visitante com temperaturas mais amenas.
 
Julho e agosto são considerados os meses mais quentes do ano, ideal para quem não se importa com as altas temperaturas (pode chegar aos 40°C) e deseja curtir as belas praias do país, várias delas bem próximas a Lisboa. O único alerta para o período, além do forte calor, vai para os preços de hospedagem, que acabam ficando mais "salgados" do que o comum.
 
Mas se a sua intenção é aliar bom clima, bons preços e também poder desfrutar de uma cidade mais tranquila, em se tratando de movimentação turística, a dica é reservar a sua estadia de março a maio ou de setembro até o fim de outubro.
 
O que Levar na Mala
Roupas leves e sapatos apropriados são altamente indicados para aqueles que vão conhecer a cidade no verão. Nada como um bom par de tênis, inclusive para subir e descer as ladeiras de bairros como Alfama e Bairro Alto e andar com tranquilidade sob o calçamento histórico de paralelepípedos. Ah, e não se esqueça de levar um bom filtro solar, pois o Sol não costuma dar muita trégua!
 
Já no outono e no inverno, a dica é se precaver levando na mala roupas de frio  mínimas de 8°C e máximas de 15°C, no período mais frio e também um guarda-chuva ou capa, caso chova.
O que Fazer?
Lisboa é um destino turístico de múltiplas opções, lá você vai encontrar museus, miradouros (mirantes) de onde se tem vistas de tirar o fôlego, igrejas antigas cheias de história e tesouros guardados, restaurantes que servem o melhor da gastronomia local e muito mais. 
 
A principal dica para os que gostam de montar roteiros antes da partida é tentar agrupar as atrações por regiões. Dessa forma, perde-se muito menos tempo com deslocamentos, até porque muita coisa pode ser feita a pé (isso se o tempo colaborar).
 
Os que estão com tempo reduzido podem separar um dia para explorar as regiões da Baixa, Chiado e Bairro Alto, onde estão o Elevador de Santa Justa, a Praça Dom Pedro IV (Rossio), o Convento do Carmo, a Praça do Comércio, além de ruas ideais para umas comprinhas, como a Garrett e a Rua Augusta. Além disso, vários cafés e restaurantes legais estão distribuídos nessas áreas. 
 
O segundo dia pode ser dedicado ao tradicional bairro do Alfama e arredores, onde está o Castelo de São Jorge. Em Alfama, a principal dica é perder-se pelas ruelas e explorá-las sem muito compromisso. O bairro é fantástico e em alguns momentos parece um cenário de filme, casas com varais de roupas nas janelas, cheirinho de comida boa exalando por todos os cantos... E tudo isso ao som de um belo fado!
 
No terceiro dia, não deixe de conhecer o famoso bairro de Belém, acessível do centro de Lisboa por intermédio do bondinho elétrico de número 15, ônibus ou táxi (a corrida sai por 10 euros, em média).
 
Você pode começar a visita pela belíssima Torre de Belém e depois seguir caminhando à leste e pela orla do Tejo até o Padrão dos Descobrimentos, no total de 1 km. Depois de tirar algumas belas fotos e subir no topo do monumento, dirija-se ao Mosteiro dos Jerónimos em uma caminhada de 500 metros ao Sul.
 
Do Mosteiro dos Jerónimos até a famosa casa/café dos Pastéis de Belém são pouco mais de 300 metros, seguindo pela Praça Império até a Rua Belém. Lá você vai encontrar o tradicional doce português recém-saído do forno, crocante e coberto com açúcar e canela. Uma delícia simplesmente imperdível!
Como Chegar?
De Avião
Voos diários partem das principais cidades brasileiras com destino a Lisboa. A companhia aérea portuguesa TAP, por exemplo, opera voos sem escalas partindo de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife, ou a Azul que opera Lisboa direto a partir de Campinas. Já outras empresas promovem o trecho com conexões em outras cidades da Europa.
 
Uma boa opção para os que estiverem no continente europeu são os voos operados por companhias low cost, como a Easyjet (partindo de Amsterdã, Berlim, Londres, Madri e Paris), a Transavia, entre outras. Uma maneira rápida e barata de acessar este destino turístico.
De Trem
Aqueles que estiverem em Madri podem optar pelo trem noturno que sai da estação Madri Chamartin e chega na estação Oriente, em Lisboa. O trem, que possui cabines com camas, parte às 21h50 e chega na capital portuguesa às 7h30.
 
Partindo de Londres também é possível acessar a capital portuguesa, porém a viagem dura 24 horas, em média, e pode não sair tão barata quanto de avião. Primeiramente, o passageiro precisa pegar um Eurostar até Paris, seguindo da capital fancesa até a fonteira com a Espanha, na cidade de Irun. De Irun o viajante segue direto para Lisboa, em um trem noturno. 
 
De Ônibus
Chegar a Lisboa de ônibus também pode ser uma excelente alternativa para os que precisam economizar e também dispõem de mais tempo livre. Quem estiver na França, por exemplo, pode optar pela empresa Eurolines.  
 
De Carro
Chegar em Lisboa de carro pode ser uma opção muito boa para os que já estão no continente e desejam visitar outros destinos em Portugal. Locomover-se de carro na capital, porém, pode não ser a maneira mais indicada se a intenção é economizar tempo e dinheiro. Isso porque o transporte público local consegue atender bem aqueles que estão na cidade a passeio.
Dicas
Documentação
Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência por até 90 dias em Portugal e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, República Checa, Suécia e Suíça), mas no momento do desembarque serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.
 
Tomadas Elétricas
Está pensando em levar algum aparelho eletrônico na sua viagem? Então não se esqueça de que em Portugal a voltagem é de 220 volts. Quanto ao formato das tomadas, elas são padronizadas na Europa, com dois pinos. Leve o seu adaptador!
 
No Restaurante
A maioria dos bares e restaurantes não inclui a gorjeta na conta final, todavia é de praxe que o cliente reserve algo para o prestador do serviço. No almoço, em geral, a gorjeta varia de 1 a 2 euros; já no jantar, os clientes deixam de 5% a 10%.
Segurança
Lisboa é uma cidade segura, no geral, porém, os chamados batedores de carteiras têm feito muitas vítimas nas áreas turísticas. Todo cuidado é pouco, portanto, não ande com carteiras no bolso de trás, ou à mostra, e muito cuidado com máquinas fotográficas, celulares, bolsas e mochilas.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto