ILHABELA

1/4
Quando Ir?
Ilhabela é um dos destinos prediletos entre os moradores do estado de São Paulo para dias de relaxamento à beira-mar. Basta uma oportunidade de folga para que milhares de turistas corram em direção ao litoral norte de São Paulo. Com isso, Ilhabela costuma ter dias de grande movimento em todos os feriados prolongados do ano e também durante todo o período de férias escolares.
 
A previsão de sol, mesmo em um final de semana comum, também costuma atrair mais gente para a ilha, até porque o deslocamento para quem está em São Paulo é bem fácil. Mesmo que o clima não seja favorável durante o ano inteiro, os turistas aproveitam qualquer folguinha para visitar Ilhabela. 
 
Clima
Ilhabela é marcada por chuvas e temperaturas amenas durante todo o ano. Mesmo nos meses mais quentes, os termômetros não costumam alcançar altas temperaturas. Já as chuvas apresentam aumento significativo nos meses de verão, sendo o inverno a estação menos chuvosa. A alta temporada na Ilhabela é marcada pelos meses de dezembro a fevereiro, quando os termômetros marcam as maiores temperaturas. Já os meses de inverno apresentam grande queda no turismo. A ilha, entretanto, nunca fica vazia, já que há grandes eventos e feriados prolongados durante todo o ano.
 
O período de dezembro a março é marcado pelo aumento da temperatura e também das chuvas. O verão alcança, em média, a máxima de 27ºC enquanto a mínima fica na casa de 25ºC. As chuvas ultrapassam facilmente 200 mm no mês, sendo esse o período mais chuvoso do ano. Com o passar dos meses, durante o outono, a temperatura começa a cair e as chuvas passam a ser menos intensas. O outono, especialmente os meses de abril e maio, é um ótimo período para conhecer Ilhabela, já que os preços estão mais baixos, a ilha mais vazia e a temperatura ainda é agradável.
 
Já na temporada de inverno, de junho a setembro, a temperatura apresenta leve queda e as chuvas se tornam menos frequentes. Nesse período, a média mínima e máxima ficam entre 21ºC e 22ºC. Já as chuvas têm queda acentuada principalmente entre junho e agosto, com índices que variam entre 88 mm (em julho) e 61 mm (em agosto). A primavera, especialmente setembro e outubro, mantém as temperaturas baixas, porém com aumento das chuvas. Somente em novembro o termômetro começa a subir, preparando Ilhabela para mais um verão.
 
Alta temporada
A alta temporada em Ilhabela é marcada pelos meses de verão, especialmente depois do Natal e até o Carnaval. Ainda que esse seja o período mais disputado, Ilhabela atrai grande número de turistas em todos os feriados prolongados, bem como nas férias de julho. Os eventos que acontecem na ilha também costumam levar muitas pessoas à região. Os períodos de alta temporada costumam ter tarifas de hospedagem mais elevadas e grandes engarrafamentos, tanto na travessia da balsa quanto nas estradas que ligam as praias dentro da ilha. Para visitar Ilhabela com mais tranquilidade, o ideal é viajar fora dos picos de alta temporada.
 
Eventos em Ilhabela
Ilhabela busca atrair o turismo durante todo o ano, por isso é comum que aconteça na ilha grandes eventos em todas as estações. Claro que os meses de verão são sempre animados e repletos de shows, contudo, ao longo do ano, outras atrações também animam a cidade, que recebe festivais de gastronomia, música e grandes competições esportivas. Vale, antes da viagem, consultar a agenda da cidade para saber se não acontecerá um bom show ou festival quando você estiver por lá.
O que Fazer?
Ilhabela convida a lindos dias de descanso entre banhos de mar e cachoeira. A ideia é mesmo aproveitar cada minutos para relaxar na paisagem exuberante que preenche de verde a ilha. Fora das praias e trilhas em meio à Mata Atlântica, vale ainda curtir a prática de esportes, um delicioso happy hour com vista para o pôr do sol, um jantar especial na Vila e a animada agenda cultural da cidade. Ilhabela não deixa o turista ficar parado e, mesmo na baixa temporada, será fácil encontrar agito por lá. E para não perder tempo, veja algumas sugestões do que fazer em Ilhabela quando estiver de férias por lá. 
 
Vá a diversas praias!
São mais de trinta opções de praias para curtir em Ilhabela. E, acredite, elas são bem diferentes umas das outras, sendo assim, aproveite para conhecer várias! Grande parte das praias é ligada pela mesma estrada, o que facilita muito na hora de visitar uma a uma. Aproveite e inclua mais de uma no roteiro do seu dia de passeio. Vale primeiro percorrer as praias do Sul, depois do Centro e, na sequência, as praias do Norte. Todas com acesso pela mesma pista. Depois, invista nas praias do Leste, mais selvagens e acessíveis de barco ou por longas trilhas. 
 
Dicas rápidas para as praias do Sul de Ilhabela
As praias do Sul de Ilhabela são bem movimentadas e estão entre as mais visitadas pelos turistas. Apenas 7 km separam a primeira e a última praia na região. Se você faz a linha que curte praia badalada, a melhor pedida é a Praia do Curral. Para curtir o mar, aliado à boa infraestrutura e um lindo pôr do sol, a opção é a Praia do Julião. Agora, para quem não gosta de quiosques à beira-mar, o caminho é a Praia da Feiticeira. 
 
Os turistas que querem de tudo em um mesmo lugar vão se identificar com a Praia Grande, que oferece quadras de esportes, orla, restaurantes, aluguel de equipamentos esportivos e ainda uma igrejinha. Para fugir de todo o agito, o melhor é ir à Praia do Veloso. Mas se o desejo for por um mergulho especial, siga para a Praia da Ilha das Cabras e aproveite para praticar snorkeling.
 
Dicas rápidas para as praias do Centro de Ilhabela
O Centro de Ilhabela é marcado pela boa infraestrutra da orla, que segue por todas as praias e proporciona um belo passeio para quem quer percorrer o trajeto, com total de 4 km, a pé ou de bike. A Praia do Perequêé a primeira faixa de areia do Centro e também a mais animada. As praias de Itaquanduba e Itaguaçu são bem mais tranquilas e agradam principalmente ao final da tarde, quando o pôr do sol dá espetáculo. O passeio também vale na Praia do Engenho, que conta com um belo edifício colonial do engenho de açúcar do século XVII.
 
Já a Praia do Saco da Capela tem orla charmosa e é um convite ao passeio sem pressa. Sente-se em um quiosque, aproveite a linda vista para os veleiros que colorem o mar e curta sem hora pra ir embora. Para fechar, termine o tour pela Praia da Vila, onde a graça está nos prédios coloniais que marcam o centro histórico de Ilhabela. Emende o dia de praia em um happy hour ou jantar em um dos bons restaurantes da ilha.
 
Dicas rápidas para as praias do Norte de Ilhabela
O Norte de Ilhabela é bem tranquilo e mais frequentado pelos turistas que se hospedam na área. A região, conta com asfalto em quase todas as praias, sendo que as duas últimas e mais preservadas — Praia da Pacuíba e Praia do Jabaquara — são acessíveis por estrada de terra. Seguindo do Centro rumo ao Norte, a primeira faixa de areia é a Praia de Santa Tereza, que rende lindos retratos entre as coloridas canoas caiçaras. Na sequência, a Praia do Barreiros é bem pouco movimentada, enquanto que a Praia do Viana e a Praia da Siriúba oferecem deliciosos quiosques em praias com mar calmo e clima de tranquilidade.
 
Um pouco adiante, a Praia da Pedra do Sino atrai os turistas pela boa oferta de serviços. Já a Praia Ponta da Azeda e a Praia do Pinto chamam atenção pelo lindo mar transparente e repleto de vida marinha. A qualidade do mar se repete na Praia da Armação, que conta com restaurantes, quiosques e uma linda igrejinha para completar a paisagem. Aqui, termina o asfalto e começa a estrada de terra, que leva à escondida Praia da Pacuíba e a uma das estrelas de Ilhabela: a Praia do Jabaquara, onde o mar é espetacular e o mirante no alto da estrada causa comoção.
 
Dicas rápidas para as praias do Leste de Ilhabela
Com acesso mais restrito e ambiente mais selvagem, as praias do Leste de Ilhabela são consideradas as mais preservadas da ilha. A maioria é acessível apenas pelo mar, o que torna a visita a essas praias um grande passeio. As mais conhecidas são a Praia do Bonete (com acesso pelo mar) e a Praia de Castelhanos (com acesso por trilha, carro 4x4 e barco). Com boas ondas e cercadas por montanhas repletas de verde, as duas estão entre as mais bonitas de Ilhabela.
 
Castelhanos é famosa pela orla em formato de coração, que pode ser vista do alto de um mirante. O passeio que leva à praia pelo mar faz paradas também na Praia da Fome e Praia do Saco do Eustáquio, sendo que há outras praias no percurso que podem ser vistas em trajetos de barco, como a Praia do Poço, Praia da Serraria, Praia da Granxuma e a Praia da Caveira. Já a Praia Mansa, Praia Vermelha e Praia da Figueirapodem ser visitadas também por trilha a partir de Castelhanos. Vale dizer que Castelhanos também pode ser conhecida por via terrestre, com veículos 4x4.
 
Bonete é um dos passeios mais difíceis de Ilhabela, já que depende de boa condição de mar para ser visitada. A praia é linda e oferece boas ondas para o surfe. A partir do Bonete, vale ir também à Praia de Enchovas (acessível também por trilha de 50 minutos a partir do Bonete) e a Praia de Indaiaúba (com acesso de barco).
Faça um mergulho de snorkel ou cilindro
 
O mar de Ilhabela é repleto de vida e até alguns naufrágios. Mergulhar nos arredores da ilha é uma excelente experiência. E nem é preciso investir em passeios. Para ver peixes, corais e tartarugas, basta botar o snorkel e a máscara e seguir para praias como a Ilha das Cabras, Ponta da Azeda, Julião e Armação.
 
Gaste energia em uma trilha para as cachoeiras
Ilhabela agrada não só pelas praias, mas também pelas lindas cachoeiras que podem ser encontradas por toda a ilha. Há cachoeiras com acesso bem fácil e que podem ser alcançadas até mesmo de carro. Outras exigem um pouco mais de fôlego e algumas horas de trilha. A prática de trekking é uma das melhores atividades para quem busca mais aventura e a recompensa é sempre um delicioso banho de água gelada em meio à mata.
Ufa! Sabemos que é muita praia para ver em Ilhabela e não será uma tarefa fácil escolher entre tantas opções. Sendo assim, se precisar relaxar depois de um estafante dia à beira-mar, escolha uma porção de areia que ofereça um lindo pôr do sol! Para sermos honestos, o entardecer é lindo em muitas praias da área mais urbana de Ilhabela. Alguns cantinhos, entretanto, são especiais. 
Vale investir no final de tarde da Praia do Curral, que pode até ser regado a brindes e espumantes; na Praia do Julião, onde as grandes pedras dentro do mar oferecem palco especial para ver o espetáculo; na Praia Grande, onde o píer parece ser o lugar perfeito para estar naquele momento; e no Restaurante e Bar All Mirante, com delicioso cardápio servido em um deck com vista para o mar.
 
Curta um passeio a pé ou de bike pela orla
As praias de Ilhabela estão, em grande parte, localizadas à beira de uma mesma avenida. Muitas delas são conectadas por ciclovias ou oferecem orlas com boa infraestutura para passeio. Desapegue do carro e experimente alguns trajetos a pé ou de bike. É sempre mais belo o litoral quando podemos apreciá-lo sem a intermediação de uma janela. Um bom trajeto para começar é o trecho do Centro, entre a Praia do Perequê e a Praia da Vila, passando pela Praia do Saco da Capela.
 
Alugue uma prancha de SUP ou caiaque
O mar calmo de boa parte das praias de Ilhabela é um deleite para quem curte praticar stand up padlle e canoagem. E nem é preciso ser experiente nos esportes para se aventurar nos mares locais. Em poucos minutos de treino, você já estará craque e passeando livremente pelo mar. Boas praias para praticar os esportes são a Praia do Curral, a Praia do Julião, a Praia Grande e a Praia do Perequê, todas com oferta de serviços para aluguel de equipamentos esportivos.
 
Faça ao menos um tour de barco
Estamos falando aqui de um arquipélago. E nada melhor para conhecê-lo que um passeio de barco. Os roteiros mais comuns oferecidos pelas agências levam à Praia do Jabaquara, Praia de Castelhanos, Praia da Fome, Praia do Eustáquio e Praia do Bonete. E, para chegar até elas, você passará por diversas outras praias. O visual da Ilhabela visto a partir do mar é deslumbrante e vale o investimento. Com um pouco mais de dinheiro dá até pra alugar uma lancha ou barco particular e curtir outras porções de areia mais desertas.
 
Experimente praticar esportes náuticos 
O universo dos esportes náuticos pode ser novidade para muita gente, mas vale tentar se aventurar na prática de vela, windsurf ou kitesurf enquanto estiver pela ilha. Aliás, Ilhabela é conhecida como a Capital Nacional da Vela. Por lá os ventos sopram na medida certa e o mar do Canal de São Sebastião oferece condições perfeitas para os esportes náuticos! Para quem está começando, há clubes náuticos e escolas nas praias que oferecem aulas. Para quem já é experiente, o melhor é ir a Ilhabela durante os eventos náuticos. Assim dá pra trocar experiência com outros velejadores e esportistas e ainda aproveitar para praticar.
 
Escolha um delicioso quiosque à beira-mar para o happy hour
O dia na praia em Ilhabela só é completo depois do entardecer. E para aproveitar até o último raio de sol, escolha um bom quiosque à beira-mar. Algumas praias concentram mais opções e agradam pelo cardápio, visual e cerveja gelada. Para um happy hour badalado, vá à Praia do Curral. Se a ideia for um bom drink, tente o Restaurante Nova Iorque, com vista para o mar do alto de um deck. Para aliar uma caminhada à cerveja, sente-se nos quiosques da Praia do Saco da Capela e Praia do Perequê. E se quiser esticar o passeio até mais tarde, procure os bares da Vila. O importante é não esquecer de brindar!
 
Aproveite a culinária da região
A culinária caiçara é marca registrada de Ilhabela, mas não só ela. Ilhabela tem boas opções gastronômicas para todos os gostos. E o deleite começa ainda à beira-mar, em praias que oferecem bons restaurantes com pé na areia, como a Praia do Curral, Praia do Julião, Perequê, Armação e Jabaquara. À noite, as maiores concentrações de restaurantes estão no Perequê e na Vila, mas há alguns bons restaurantes escondidos em toda a ilha. Os preços agradam a todos os bolsos e paladares. 
 
Conheça o centro histórico de Ilhabela
Ilhabela já foi uma grande região produtora de cana de açúcar. Hoje, destino turístico, a ilha ainda guarda resquícios do período colonial. Ao longo do centro histórico, conhecido como Vila, há diversos edifícios que guardam o passado de Ilhabela. O mais imponente de todos, entretanto, está à beira da Praia do Engenho. O tempo de colônia já passou e hoje no local funciona o Parque Municipal Fazenda Engenho D’Água, com casarios que datam do século XVIII e preservam parte da história de Ilhabela.
Como Chegar?
Ilhabela está localizada no litoral norte de São Paulo, distante 90 km de Ubatuba, 200 km da cidade de São Paulo, 170 km de Paraty e 450 km da cidade do Rio de Janeiro. A principal rota para quem deseja visitar Ilhabela é a balsa que parte de São Sebastião e funciona como único meio de transporte público entre o continente e a ilha. Vale dizer que carros e motos também podem fazer a travessia da balsa, ou seja, se você estiver de carro, poderá circular com ele por Ilhabela.
 
Para chegar a Ilhabela, será necessário usar dois meios de transporte diferentes. Isso porque a balsa parte de São Sebastião e não há aeroportos na região (apenas helipontos). Ou seja, o deslocamento por estrada será obrigatório a quase todos os turistas, com exceção de quem usar um barco particular, helicóptero ou já estiver hospedado em São Sebastião.
 
Os melhores aeroportos de acesso para quem mora fora do estado de São Paulo são: o Aeroporto de São José dos Campos (SJK), a 113 km; Aeroporto de Guarulhos (GRU), distante 187 km; o Aeroporto de Congonhas (CGH) e o Aeroporto de Viracopos (VCP), localizado em Campinas e distante 285 km de Ilhabela. A partir dos três aeroportos, será necessário se deslocar até a cidade de São Sebastião, de onde parte a balsa rumo a Ilhabela.
 
Balsa de São Sebastião para Ilhabela
A balsa que faz a travessia do continente para a Ilhabela parte da cidade de São Sebastião e faz o transporte tanto de passageiros quanto de veículos. Não há pontes ou aeroportos que liguem Ilhabela ao continente, por isso a balsa é o meio mais comum de locomoção entre os dois. A balsa está disponível 24h, todos os dias da semana, com intervalos que variam, em média, de meia a uma hora.
 
Para fazer a travessia da balsa, basta passar pela cancela de cobrança (como se fosse um pedágio) e seguir a fila para a balsa. Os motoristas são orientados sobre onde parar e a travessia dura apenas trinta minutos. Sem fila, todo o processo será bem rápido. O problema acontece nos dias de grande fluxo de turistas, como em feriados prolongados e períodos de férias, quando as filas para a travessia podem levar horas. Nesses casos, o mais recomendado é pagar pelo serviço de hora marcada, no qual você define o horário da travessia com antecedência e não pega fila. Claro que a comodidade tem um preço: a travessia com hora marcada custa quase quatro vezes mais que a travessia normal. Em compensação, não haverá horas de espera.
 
Para quem vai viajar de carro até a Ilhabela
Quem viaja rumo ao litoral norte de São Paulo de carro precisa tomar alguns cuidados. As estradas são de excelente qualidade, mas com muita cobrança de pedágio e repletas de radares para controle de velocidade. São tantos que é comum motoristas somarem pontos suficientes para perder a carteira em uma mesma viagem. Fique atento aos avisos de fiscalização eletrônica e não exceda a velocidade do trecho da via. É extremamente comum levar multas nas estradas que seguem rumo ao litoral norte de São Paulo. 
 
Outro fator que deve ser observador na hora da viagem é o período de alta temporada em Ilhabela e em todo o litoral de SP. Nos dias de maior movimento, é comum que a estrada fique altamente congestionada e a travessia da balsa demore horas, formando filas quilométricas de carros que tentam chegar à ilha. Nesse caso, tente fugir do horário de maior fluxo na estrada e prefira comprar o passe da balsa com hora marcada. O custo será mais alto, mas o tempo de espera bem menor.
 
O melhor trajeto de carro até a Ilhabela vai depender do seu ponto de partida e do dia da viagem. Difícil prever qual via estará congestionada ou com obras. Para ter certeza da melhor rota, consulte aplicativos de locomoção com atualização em tempo real antes da viagem. No geral, as melhores estradas de acesso para o litoral norte de São Paulo são a Via Dutra e a Rodovia Ayrton Senna, esta com paisagem mais agradável e, no geral, melhores condições de tráfego. Uma boa rota alternativa, em caso de congestionamento, é a Rodovia Mogi-Bertioga (SP-098), que segue pela Rio-Santos e passa pelas praias de São Sebastião. Para quem viaja a partir da Costa Verde do Rio de Janeiro (Angra e Paraty), a Rio-Santos também é uma boa pedida.
Dicas

Balsa​

Em dias de grande movimento, a fila na balsa para a travessia de Ilhabela e o trânsito nas estradas é muito intenso e pode atrasar a viagem em horas. Programe-se para não ficar preso.
 
Tenha atenção

Evite fazer grandes trilhas sozinho. Se não for experiente em longas caminhadas, contrate um guia local.

 
Mosquitos
Ilhabela é conhecida pela grande incidência de borrachudos e isso não é brincadeira. Especialmente nas praias mais isoladas, eles atacam sem dó. Use repelente o tempo todo para diminuir os danos.
 
Sobre a Ilha
Cartões de crédito são amplamente aceitos em Ilhabela, mesmo assim, é bom ter uma reserva de dinheiro, especialmente no caso de ir às praias do lado leste.
O comércio em Ilhabela é bem completo e há bons supermercados, farmácia, lojas de variedade e todo o básico necessário para os dias de viagem.
 
Cartões de crédito são comumente aceitos no comércio, mas nem sempre nos passeios de barco e quiosques na praia. Tenha dinheiro em mãos para não passar aperto, especialmente quando as máquinas de cartão não funcionam devido à falta de luz. 
Calmaria
É muito importante ficar atento ao período de alta temporada em Ilhabela, quando as tarifas sobem e o fluxo de turistas é intenso. Para ver a ilha mais calma, fuja dos meses de férias e feriados prolongados.
Segurança
A segurança em Ilhabela é bem preparada para receber seus turistas, mais para que tudo saia como o esperado, é preciso uma colaboração pessoal de cada um. Para começar, cuidado com todos os seus pertences, ande com a mochila sempre a sua frente e guarde celulares, relógios e câmeras digitais dentro dela. 
 
Ao sair para algum lugar, evite andar com valores em dinheiro, dê preferência ao uso de cartão de crédito e débito, que são melhores para guardar na bolsa e são mais seguros. Em caso de perda ou roubo de cartão, contate imediatamente o atendimento de cartões e bloqueie o uso.

Em passeios noturnos, evite o uso de transporte publico após a meia noite. Se você estiver com veiculo próprio, preste bastante atenção em semáforos e cruzamentos, onde as chances de assalto são maiores.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto