GENEBRA

1/4
Quando Ir?
O inverno é só interessante para quem pretende esquiar; não é a melhor época para ir a Genebra. Muito mais agradáveis são o final da primavera, o começo do outono e o verão. No verão, se possível, evite o mês de agosto em razão das tarifas de alta temporada. O excesso de turistas também incomoda um pouco.  Talvez algumas pessoas considerem “meio frio” certos meses do ano, para outros a temperatura pode estar ótima. Olhe você mesmo as tabelas de temperaturas e veja o que você considera frio e escolha a melhor época para ir a Zurich, segundo suas preferências.
 
Primavera
O começo da primavera é ainda meio frio. Os meses de maio e junho são meses ótimos em quase toda a Suíça.  Mas tenha sempre em conta a questão da altitude. Regiões altas são sempre são mais frias. A primavera tem ainda a vantagem de ser também uma época bonita, florida. Considere igualmente que a primavera é baixa temporada, quando hotéis e passagens aéreas são menos onerosos.
 
Verão
O verão é uma boa época em Genebra, evitando-se talvez agosto pelas razões já mencionadas. As temperaturas amenas, agradáveis, são perfeitas para passeios ao ar livre e para visitar atrações nos arredores.
 
Outono
O começo do outono é igualmente uma boa época. As áreas cobertas por florestas costumam ficar lindas, vermelhas, cor de laranja. Infelizmente, é no outono que pode ocorrer o fenômeno que os suíços chamam foehn, ventos que ocasionalmente varrem o país. Mas Genebra é pouco atingida.
 
Inverno
Em Genebra, as temperaturas costumam ficar abaixo de zero são no inverno. Podem ocorrer e nevascas. No inverno, muita atrações nem abrem as portas e os dias são curtos. Como muitas atrações em Genebra são ao ar livre, como eu lindo lago com o gigantesco jato de água, o frio atrapalha bastante a visita.
 
Chuvas
Genebra tem um regime de chuva bastante regular.  Os meses mais chuvosos  em Genebra são novembro (principalmente) e dezembro. São chuvas esparsas que não chegarão a prejudicar seu passeio.
O que Fazer?
Genebra é uma cidade com opções para os mais variados públicos e para conhecer os principais pontos deste destino encantador, você vai precisar de pelo menos dois dias inteiros. No entanto, se a sua vontade é fazer tudo com calma, "sentir" a verdadeira alma da cidade e também aproveitar para fazer alguns day trips, reserve ao menos quatro dias inteiros.
 
Como muitos já sabem, Genebra é uma cidade situada às margens do rio Ródano e banhada pelo lago Léman, duas atrações que fazem muito sucesso no verão. Mas isso não quer dizer que quando o inverno chega a cidade desacelera, pelo contrário. Isso porque a proximidade de Genebra com os Alpes Chamonix, na França, fica a 80 quilômetros de distância torna tudo mais fácil para os que curtem a temporada de esqui.
 
Além do belo lago e do rio, Genebra tem uma área turística agradabilíssima para ser explorada a pé (a chamada Old Town). Pelo caminho, fora os vários pontos turísticos como a Catedral de Saint-Pierre (de onde se tem uma bela vista do topo), há muitos restaurantes e bares, galerias de arte, lojas para todos os gostos e bolsos e muito mais. 
 
Compondo o belo cenário da cidade, há ainda belas pontes, como a Pont des Bergues que conecta a cidade à ilha Rousseau (pequeno parque e ilha do rio Ródano) e a movimentada Pont Mont Blanc, erguida em 1862. Dois locais excelentes para os que curtem fotografar belas paisagens, principalmente fazer vários cliques incríveis do Jato d'água, o símbolo da cidade. 
Como Chegar?
De Avião 
Voos diários com conexões em diversas cidades da Europa partem das principais cidades brasileiras com destino a Genebra, na Suíça. A holandesa KLM, por exemplo, promove voos saindo de São Paulo e Rio de Janeiro com conexões em Amsterdam.
Já a alemã Lufthansa faz conexões nos aeroportos de Frankfurt e a Portuguesa TAP, em Lisboa.  Aqueles que já estiverem no Velho Continente poderão optar pelas companhias aéreas low cost, como a Easy Jet, a Flybe e a Eurowings que oferecem voos a preços bem mais em conta.
 
De Trem
Viajar de trem pode ser uma ótima opção para quem já estiver no Velho Continente, isso porque não é preciso chegar na estação com muito tempo de antecedência (como acontece no aeroporto) e as principais estações de trens suíças como a Gare Cornavin, em Genebra, estão localizadas no centro, facilitando muito o deslocamento do visitante.
 
De Ônibus
Está com tempo disponível e quer gastar uns bons euros a menos no deslocamento até Genebra? Então uma boa opção para você pode ser a viagem de ônibus. A empresa Eurolines uma das mais famosas na Europa faz o trajeto de vários países direto para a segunda maior cidade da Suíça. 
 
De Carro
Alugar um carro para viajar pela Suíça pode ser uma boa ideia, mas não tanto se a intenção é utilizar este meio de transporte para se deslocar em cidades como Zurique e Genebra. Isso porque você vai acabar gastando com estacionamento, combustível, sem contar que o transporte público das duas cidades funciona muitíssimo bem.
Dicas
Documentação
Cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias na Suíça e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça).
 
Contudo, no momento do desembarque, serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.
 
Gorjeta
Na Suíça, não é muito comum deixar gorjetas em restaurantes, bares, cafés ou hotéis. Um valor referente ao serviço já está incluído na conta; além disso, estes profissionais costumam ganhar uma boa quantia por mês e não dependem de gorjetas para incrementar o salário. No entanto, alguns locais fazem questão de deixar "um algo mais" quando o serviço foi bem prestado. Algo em torno de 5, 10 francos, um pouco mais no caso que seja um grupo grande de pessoas.
 
Segurança
Em geral, Genebra é uma cidade bem segura para o turista, porém, nos últimos anos, tem aumentado a ocorrência de roubos protagonizados por batedores de carteira. A dica é ficar bem atento a bolsas, carteiras e outros pertences, como câmeras e aparelhos celulares, em áreas muito turísticas ou de muito movimento, a exemplo da estação central de trens. Também é bom evitar andar muito tarde da noite pela região de Paquis.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto