CANCÚN

1/4
Quando Ir?
Cancún é quente o ano todo, mas isso não significa que em qualquer época do ano você se dará bem indo à cidade. O período entre dezembro e fevereiro é considerado temporada alta, mas entre março e abril também há bastante gente, pois esses meses fazem parte do spring break, recesso que ocorre em muitos países e leva grupos e mais grupos de jovens americanos a Cancún. Se você quer sossego, evite esse período; se seu negócio é farra, essa é a época certa. 
 
A temperatura da cidade é agradável o ano todo, com médias altas em todos os meses, variando de 29ºC no verão a 24ºC no inverno. A temperatura da água mantém o mesmo padrão e ela está sempre quentinha. No inverno de Cancún o dia é quente e as noites, mais frescas, mas no verão ou próximo dele, faz calor dia e noite. Lembrando que, em Cancún, as estações são invertidas quando comparamos com o mesmo período no Brasil. Por exemplo, quando estivermos curtindo um friozinho por aqui, a cidade mexicana estará no ápice do verão. 
 
A temporada oficial de furacões vai do início de junho ao final de novembro, mas os meses em que Cancún pode sofrer mais são setembro e outubro. Isso não significa que passará um furacão na cidade, apenas que há chance de ocorrer, como também a de não ocorrer (e é isso que tem acontecido nos últimos anos). Julho, por exemplo, é um mês que faz parte da temporada de furacões, mas a cidade está quente e cheia de gente. 
 
Os meses em que mais chove costumam ser setembro e outubro, mas as chuvas também acontecem ao longo do verão.
O que Fazer?
O dia a dia de muitos turistas em Cancún é mais ou menos assim: praia, passeios e bastante sol durante o dia e, à noite, um jantar com direito a bater perna nos shoppings. A fama de Cancún não se resume à cidade em si; a quantidade de atrativos e a interação e a proximidade com outros lugares ao redor trazem à cidade essa fama de ser um parque a céu aberto. 
 
Se durante o dia a boa é aproveitar o sol, não deixe de usufruir da estrutura do seu hotel. Certamente haverá cadeiras junto ao mar ou uma piscina para curtir o tempo quente. Outro programa interessante é fazer algum dos diversos passeios oferecidos; você pode ir a Isla Mujeres, Chichén Itzá, Tulum ou conhecer um parque aquático, como Xplor e Xcaret. 
 
À noite, não deixe de observar o movimento do Forum by The Sea. É nessa região que estão instalados lugares famosos como o Señor Frog's, o bar mais animado da cidade, o Hard Rock Café e a boate Daddy'O. Isso tudo sem comentar do Coco Bongo, uma das boates mais famosas do mundo, com diversas imitações legais. 
 
Cancún tem muitas opções, seja para casais em lua de mel, seja para jovens querendo curtir a noite, ou para famílias em férias.
 
Cancún, como bom pedaço do Caribe que é, não poderia deixar a desejar quando se fala em praia. A areia ao longo da orla é fininha, clara, e o mar… ah, o mar dispensa elogios. Sua coloração é de um azul tão intenso que hipnotiza, tamanha a beleza. Essa coloração meio azul-turquesa, meio verde água, é a responsável pelo sucesso de muitas luas de mel. Um mergulho nas águas cristalinas é a certeza de sair renovado depois de perceber na pele o calor que faz na cidade. 
 
A praia que você visitará em Cancún será a praia do hotel; afinal, os hotéis organizam toda uma estrutura para que o hóspede tenha conforto nas praias. Além disso, o trecho do mar na frente do hotel é bem cuidado e você poderá usufruir de cadeiras e guarda-sóis ao final de uma caminhada muito pequena. Por isso, vale a pena se informar sobre a situação do mar próximo ao hotel onde você pretende ficar. 
 
A Zona Hoteleira de Cancún tem a forma muito parecida com a do número sete. Sendo assim, o traço superior do sete será a área das águas calminhas, quase sem ondas. Ao passo que a Boulevard Kukulcán vai crescendo, o mar vai ficando mais agitado e isso representa também ondas maiores. Ocasionalmente, nos pontos mais críticos, a praia ganha uma banderinha vermelha sinalizando para ter cuidado com o mar. A coloração bela se mantém intacta por toda a costa, o que muda mesmo é a agitação do mar. Nada impede, no entanto, que você caminhe desde a praia do seu hotel até outros pontos da orla; o problema é o acesso externo, já que a construção dos hotéis obstrui a passagem. 
 
Independentemente do lugar escolhido para se hospedar, você poderá conhecer algumas das praias públicas de Cancún. Elas são mais usadas por quem está hospedado no centro e pelos próprios mexicanos que querem curtir um dia de sol. A maioria das praias públicas têm banheiro gratuito e guarda-vidas, mas peca quanto à estrutura na areia os vendedores ambulantes são proibidos e nem sempre há guarda-sóis gratuitos ou para alugar, ou seja, se você quiser beber qualquer coisa, terá que levar consigo. 
Como Chegar?
Cancún tem um aeroporto próprio e nós, brasileiros, podemos utilizar a isenção do visto para chegar mais facilmente ao país. O Aeroporto Internacional de Cancún é um dos mais movimentados da América Latina, mas não há voo direto entre as capitais brasileiras e esse paraíso caribenho. 
 
A partir do Brasil, você pode ir a Cancún com diversas companhias áreas, mas a única brasileira que chega ao destino é a Latam Brasil, com conexão na Cidade do México. A Copa oferece o trajeto, fazendo conexão no Panamá, e a Latam Peru, com conexão em Lima. A Avianca voa via Bogotá e a Aeroméxico pela Cidade do México. São essas as opções mais rápidas. 
 
Há ainda a possibilidade de ir com outras companhias saindo do Brasil, como American Airlines, Delta ou Air Canadá mas essas acabam sendo alternativas fora de mão por conta do longo tempo de viagem e da conexão nos EUA e no Canadá. Quem estiver na Europa pode voar com Air France, Air Europa, KLM, entre outras.
 
Saindo do aeroporto, você pode usar ônibus, táxis, uma condução com vários passageiros ou os transfers. Para ir de ônibus até a Zona Hoteleira você deverá pegar um ônibus no aeroporto até o centro da cidade, no Terminal ADO, e de lá você pode ir até a Zona Hoteleira (o mesmo vale para o trajeto inverso).  
 
O terminal de desembarque do Aeroporto de Cancún é um tanto confuso, com muitas opções de táxis e conduções, onde cada um tenta convencê-lo de uma maneira a utilizar seu transporte. O problema é que muitas vezes eles vendem o trajeto combinando também com outros passageiros a chamada lotação e isso desagrada muita gente.
Para pegar um táxi comum, contrate um logo na saída do terminal de desembarque, e não do lado de fora do aeroporto os valores são tabelados. 

 
Aos que não têm muita experiência e não querem dor de cabeça, vale a pena contratar um transfer.
 
Via Marítima
Outra maneira de conhecer Cancún é fazendo um cruzeiro pelo Caribe. Muitos navios fazem paradas por Cancún e Cozumel para que os turistas se deliciem nas praias e com um pouco de compras. Os pacotes e os trajetos marítimos variam de acordo com a empresa, mas a isenção de visto se estende aos turistas em cruzeiro.
Dicas
Documentação
Brasileiros que visitam o México a negócios, trânsito ou turismo por até seis meses, não precisam de visto, nem mesmo a antiga autorização eletrônica (SAE), bastando apresentar um passaporte válido durante o período da viagem. Recomendamos ter em mãos no momento da viagem uma cópia da reserva da passagem aérea, reserva dos hotéis e meios que comprovem que há condições financeiras para se manter no país, tais documentos podem ser exigidos pelo fiscal da imigração.
 Leve sua CNH brasileira caso queira alugar um carro no México. 
 
Tenho conexão nos Estados Unidos e em seguida irei para Cancún, preciso do visto americano? Sim! Embora os brasileiros estejam isentos do visto mexicano, não há isensão do visto americano. Quem fizer conexão nos Estados Unidos precisará ter um visto americano válido.
Alimentação
Algumas vezes dizem que a comida não é picante, mas ela é. Os mexicanos já estão tão acostumados com temperos picantes que quando é "fraco", mal percebem que há pimenta. Confira sobre isso com o garçom se você não gosta de pimenta.
 
Idioma
A língua oficial no Panamá é o espanhol. Em Bocas del Toro muitos prestadores de serviço falam inglês, porém os nativos preferem falar espanhol, ainda que muitos deles saibam a língua inglesa.
 
Tomada
 As tomadas do México são de 127V e normalmente possuem três entradas, sendo duas de pinos chatos, padrão de com muitos aparelhos comprados no Brasil. Para não ter dor de cabeça, considere comprar um adaptador universal antes de viajar e assim poder utilizar diversos tipos de tomadas sem problema.
Moeda
A moeda utilizada no México é o peso mexicano, mas nas áreas turísticas o dólar americano também é utilizado. 1 USD vale cerca de 13MXP. 
 
Troque dólares americanos já no Brasil e, ao chegar ao México, adquira pesos para seus gastos iniciais. Com mais calma você poderá ver a cotação em diferentes lugares e trocar seu dinheiro onde for favorável. 
 
Todo lugar aceita dólar, mas o troco costuma ser em pesos e normalmente o câmbio usado não é favorável ao turista. 
 
Cancún tem inúmeros caixas VTM; em alguns você saca dinheiro em pesos mexicanos, em outros, em dólar. Cada terminal tem uma inscrição para identificar qual é o tipo de moeda utilizado.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto