ATENAS

1/4
Quando Ir?
Atenas é uma cidade muito quente durante o verão e com temperaturas mais amenas no restante do ano.
 
Os apaixonados por calor, sol e praias podem optar pela ida durante os meses de junho a agosto, porém é bom ficarem cientes de que a estação mais famosa do ano no país também atrai um grande número de visitantes, o que resulta em ruas e pontos turísticos extremamente cheios, além de hotéis mais caros.
 
Aqueles que buscam o meio-termo, no entanto, podem gostar do período que antecede o verão, ou seja, de abril a meados de junho, e pós-alta temporada, entre os meses de setembro e outubro. Isso porque as chances de encontrar preços mais em conta, além da probabilidade de ter uma estadia mais tranquila, são bem maiores.
 
Algumas tavernas e hotéis de Atenas permanecem abertos durante todo o inverno e, por ser uma estação pouco procurada por turistas, os preços acabam sendo realmente atrativos.
 
Mas é bom saber que o frio pode surpreender bastante entre os meses de novembro e fevereiro, apesar de a probabilidade de neve em Atenas ser bem baixa (o fenônemo acaba sendo bem mais comum na região montanhosa da Grécia, onde muitos habitantes locais aproveitam a temporada para esquiar).
O que Fazer?
Cerca de 100 metros de altura separam a Acrópole (cidade alta, na tradução literal) do restante de Atenas. A colina rochosa mundialmente famosa, santuário para o culto de vários deuses, principalmente aquela que dá nome à cidade, Atena, também abriga construções da Grécia antiga que são importantes para a humanidade até os dias de hoje.
 
A visita à Acrópole é uma verdadeira peregrinação ao antigo e, pela quantidade de atrações no local e arredores, é provável que o visitante dedique boa parte do seu tempo apenas na região.
 
A dica, principalmente para os que pretendem ir no verão, é tomar bastante cuidado com as altas temperaturas. Subir a colina rochosa sob calor de quase 40ºC não é lá muito indicado; portanto, o ideal é evitar os horários mais quentes do dia. Aqueles que não estão com tempo de sobra, no entanto, devem se preparar bem para enfrentar o forte calor.
 
Vestir roupas e calçados apropriados (tênis, de preferência, pois alguns locais podem ser um pouco escorregadios), usar boné ou chapéu para proteger-se do sol e, é claro, caprichar no uso de filtro solar e tomar bastante água são medidas importantes a serem tomadas.
 
Crianças e jovens até 18 anos não pagam e estudantes têm 50% de desconto. A Acrópole abre de segunda-feira a domingo, das 8h às 16h30, de outubro a março, e das 8h às 19h30, de abril a setembro.
Como Chegar?
Avião
Voos com conexão partem diariamente dos principais aeroportos brasileiros com destino ao aeroporto internacional Eleftherios Venizelos, em Atenas. A companhia Alitalia, por exemplo, sai de São Paulo e do Rio de Janeiro com conexão no aeroporto Internacional de Roma, na Itália; já a holandesa KLM faz conexão no aeroporto de Schiphol, próximo a Amsterdã. Aqueles que já estiverem no continente europeu também podem aproveitar os excelentes preços praticados por companhias low cost, como a Transavia.
 
Balsa/ferry boat
A balsa/ferryboat é uma das poucas opções disponíveis para quem já está no continente europeu e deseja chegar à Grécia. Embarcações partem de cidades italianas como Veneza, Bari, Ancona e Brindisi com destino a Igoumenitsa, Corfu, Patras (ônibus e trens o levam de Patras a Atenas em poucas horas de viagem), entre outras cidades gregas.
Táxis
Podem ser encontrados na saída 3 do terminal de chegadas. Segundo o website do aeroporto, a  viagem até o centro de Atenas tem os preços fixos de €35 durante o dia e de €50 no período da noite. Já a viagem até Piraeus, o principal porto de Atenas, não possui uma taxa fixa, mas custa por volta de €45 (dia) e €60 (noite).
 
Metrô
Provavelmente uma das formas mais baratas e fáceis de acessar o centro de Atenas (praça Syntagma). Os tíquetes podem ser adquiridos na própria estação, que fica a poucos passos do aeroporto.

Ônibus
O ônibus expresso X95 faz o trajeto do aeroporto internacional de Atenas até a praça Syntagma, no centro da capital grega, em aproximadamente uma hora de viagem. Já a linha X96 vai do aeroporto até o porto Piraeus.
Carro
A capital da Grécia oferece um bom sistema de transportes local; além disso, boa parte das atrações turísticas fica concentrada em áreas bem próximas, o que torna o uso de carro quase desnecessário. No entanto, o visitante tem à disposição cinco operadoras de aluguel de carros no aeroporto internacional de Atenas.
Dicas
Documentação
Cidadãos brasileiros não precisam de visto de permanência (até 90 dias) na Grécia e em outros países-membros do Acordo Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça).
 
No entanto, no momento do desembarque serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes, como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.
No restaurante
De acordo com a lei grega, a conta deve permanecer todo o tempo à vista do cliente. Em geral, a cada pedido feito, o garçom deixa a nota em cima da mesa (dentro de um pequeno recipiente ou debaixo da toalha).
 
Gorjetas não são obrigatórias nos estabelecimentos gregos, mas são extremamente bem-vindas caso tenha sido prestado um bom serviço.
 
Clima 
O verão grego é realmente quente e as temperaturas, especialmente em julho, podem ultrapassar os 38°C.
 
Durante a estação, recomenda-se o uso de roupas leves, chapéu/boné e filtro solar, além, é claro, da importância de manter uma alimentação saudável e ingerir bastante líquido.

777 TUR: Desde 2010!!!

Faça Seu Pedido Abaixo:

AV.BARÃO DE MAUÁ, 684, 1° ANDAR - MAUÁ SÃO PAULO - 09310-000

TELEFONE: (11) 2375-7377 / (11) 2375-7477

WHATSAPP: (11) 97218-9884

E-MAIL: contato@777tur.com.br

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google Maps - Círculo preto